Murdinta Robotoj

Estamos em um futuro não muito distante (dez, quinze anos) em uma metrópole sul-americana qualquer. Temos um personagem, vamos chamá-lo por num nome simples, bonito e português: Téo. Nosso personagem trabalha para um serviço secreto da polícia, a que, por falta de nome melhor, chamaremos simplesmente de “P-2”. Sua atual missão é localizar e eliminar quem for o responsável por uma série de brutais assassinatos de empresários e políticos corruptíssimos, mas fedidos de tão ricos (a “P-2” não prende, ela é a “briga de gangues” […]

Maldito Paulo Coelho

Não, esse artigo não tem por objetivo ofender ao nosso mais vendido escritor. Isso eu faço em outro texto. Nem poderia porque uma pessoa bem-sucedida e talentosa como ele não deve se sentir atingida pelas críticas feitas por qualquer zé-ruela. Mesmo assim, pedindo licença ao digníssimo acadêmico, se estiver lendo essa bosta aqui, vou destilar um pouco de meu veneno. Não contra ele, mas contra quem o usa como escudo para o desleixo. Paulo Coelho ficou famoso e vende muitos livros no mundo inteiro apesar […]

Evitando Saudades

Dormirei com você nos braços de meus sonhos, Levarei o toque de sua pele na ponta de meus deus dedos e deixarei amanhecer em meus cabelos o perfume dos seus, secar meus lábios o calor que vivemos. Sonharei a cada noite levar você de novo àquele pátio, para ver a lua envenenar sua inocência. Guardarei comigo aquela imagem tão fatal e gradativa. Esperarei que você venha habitar também estes jardins por onde perambulo a pensar aonde ser as coisas que andei querendo e ninguém nunca […]

Outra Vez

A humildade da humanidade amenizada pela imanência de coisas que sonhamos com saudade de um plano nosso apenas inconcluso, objetos que despontam como alentos de uma esperança que precisa de futuro. Foi nisso que produzimos templos, por causa disso pirâmides, relógios, navios que soçobraram nos oceanos, guerras que entretiveram os milênios. Todas essas coisas filosóficas são apenas gritos da alma em agonia, em cada lei e em cada pedra dorme um deus, um sonho que alguém teve e que morreu. Tudo que fazemos é outra […]

A Morte de uma Pessoa Admirada

Mentir se tornou tão essencial, em grande parte graças à facilidade com que se mente impunemente, que até mesmo o sucesso se tornou uma mentira. Não, não quero aqui dizer que o sucesso seja uma ilusão, mas que as pessoas de sucesso, muitas vezes, não o são. A difusão da mentira por todas as instâncias da vida chega a trazer desvantagens a quem resolve agir de forma honesta, tal como os alunos que realmente fazem suas redações que, não é raro, recebem notas menores do […]

Ruído

Remova o ruído de sua mente, desobstrua o horizonte azul com a demolição do muro que o pára. Espere que o certo se acrescente como o inverno enviado pelo Sul. Quando o silêncio estiver lá dentro, a beleza brilhara cá fora e entenderás a luz de outro jeito. Colecione informações, guarde as peças que montarão no fim, talvez parcialmente, o retrato do que está além das coisas, da flora que fulge dentro dos rochedos que navegam pelo céu tão quietamente. Quando estive pronto, sente-se ao […]

Qual de Vocês É o Pink?

The band is just fantastic That’s really what I think — And by the way: which one is pink?1 O dia 15 de setembro de 2008 fica na história como o dia em que o sonho musical chamado Pink Floyd definitivamente acabou. Poucas bandas mereceram um lugar tão nobre na história do rock’n’roll, poucas tiveram fãs tão fiéis, poucas deixaram um vazio tão enorme no universo do pop. Poucas tiveram uma carreira tão conturbada e cheia de tragédias. A morte de Syd Barrett enterrara um […]

Coisas Novas

Tenho saudades de coisas tolas, de pequenos sonhos que tive, de coisas simples que passaram cedo e deixaram uma falta, uma ausência, uma forma de pesar só manifesta em lágrimas que pendem sem cair e pensamentos que pensam sem surgir. Foram pequenas coisas que vivi, sentimentos que não me alegraram, migalhas de emoções que me serviram mas depois levaram e eu não comi. Essas saudades de coisas belas, são pequenas provas de que antes — mesmo estando só e sendo infeliz — eu conhecia uma […]

Yes, Nós Temos Medicina Tradicional Também

Todos os céticos estão acostumados a arrancar cabelos quando ouvem pseudo-ciências sendo, sem mais nem menos, apresentadas como a “verdadeira resposta” para problemas que a ciência não responde ou, pior, práticas de curandeirismo sendo vendidas, e caro, como a cura para males para os quais a medicina convencional não tem remédio. Nada mais injusto. Particularmente me fascina a medicina tradicional chinesa e suas práticas, como do-in, acupuntura, herbalismo e remédios bruxos fascinantes como chifre de rinoceronte negro, pênis de baleia, ou simplesmente qualquer pedaço do […]

Quando Morreu Minha Poesia

Quando morreu minha poesia passei a viver sem uma alma e tenho estado assim, semi-cadáver, faz tantos anos que nem lembro se fui completamente humano, como pude saber sorrir. Tornei-me alguém sem sentido, abdicando de prazeres e formas e esta hemi-pessoa que fiquei suporta mal sentimentos, próprios e alheios, sustenta mal ilusões de feitos que nunca passarão de projetos. Há tanto tempo que acostumei-me e tenho feito isso sem querer — suavemente abandonando sonhos, sinteticamente assaltando signos e deixando tudo atravessado, deixando tudo me deixar, sorvendo […]

Sobre Feijões e Fadas

Nossa cultura urbana desconhece quase tudo que se refere à vida tradicional do campo e essas coisas ficam parecendo lendas de um passado distante, mesmo que tenham acontecido há tão pouco tempo, menos do que se pensa. Bater feijão é algo que não está mais no imaginário de quase ninguém. Mas de minha infância eu ainda lembro de bater feijão como parte do rito anual da colheita, e era uma diversão melhor que a televisão. Numa das vezes em que bateram feijão no terreiro da […]