A Superfície Jovem

Uma coisa que eu venho percebendo é que as letras de música escritas nas décadas passadas tinham muito mais maturidade. Artistas na casa dos vinte anos escreviam sobre temas complexos, abordavam dúvidas existenciais, tinham empatia com os mais velhos, consciência política… e faziam sucesso. Quando você compara uma letra do Gênesis, por exemplo, com uma da Shakira você sente isso perfeitamente. As letras que Peter Gabriel, Tony Banks, Mike Rutherford, Steve Hackett e Phil Collins escreveram ANTES DOS 21 revelam conhecimentos (mesmo que superficiais) de […]

Tá Nervoso, Vai Pescar

Nenhuma atividade humana me parece menos adequada ao relaxamento do que pescar. Dizem que é bom para enfrentar o nervosismo, mas só se você quiser enfrentá-lo num ringue de artes marciais. Pescar de vara, anzol e linha é algo que só é concebível se você já sai de casa completamente relaxado, sem sombra alguma de nervosismo. Começa pelo fato de que — ao contrário de ioga, meditação ou drogas — pescar envolve um longo e demorado deslocamento até o meio de lugar nenhum onde os […]

Pense Fora da Caixa e Entre Nessa Caixa Aqui…

O mercado editorial brasileiro se caracteriza, desde há muito, pelo seu conservadorismo. Não me refiro aqui que o mercado seja avesso ao novo, mas que ele seja fechado a questionamentos. Existe uma estrutura de poder, e o autor brasileiro, se quiser chegar à notoriedade, precisa de abdicar de liberdades que deveriam ser essenciais à arte. O establishment literário precisa se proteger de questionamentos, precisa desqualificar quem questiona, precisa infantilizar o discurso desviante. E como ele não ousa fazer isso pela boca de seus membros mais […]