O Autor, Reduzido a Estatísticas

Essa semana que passou eu embarquei em uma jornada de autoconhecimento e quero compartilhar os resultados com vocês. O ponto de partida foi a pesquisa de Regina Delcastagnè, da UFMG (na época, mas atualmente UnB), que vem repercutindo desde 2015 e que, neste ano, terá publicada sua fase final. Delcastagnè tabulou informações sobre centenas de…

Certos Livros Podem Ser Escritos, Mas Não Precisavam Ser

Há uma antiga lição do mestre Sun Tzu que nos explica bem o dilema de entrar em disputas desnecessárias. Esta semana tive a oportunidade de perceber quão certo é o conselho milenar do general chinês: Não basta fazer algo pelo simples bem de algo: certifique-se de que isso o ajude. Se é para a sua…

Desinformação sobre “Preconceito Linguístico”: Nova Batalha da Guerra da Pós-Modernidade contra a Ciência

O termo “preconceito linguístico” é a bola da vez nos debates dos grupos mais “cult” das redes sociais. Somente nas últimas duas semanas houve três enormes tretas sobre isso no Facebook. Parece que o conceito está finalmente chegando a um conhecimento mais geral — e isso está incomodando certos tipos de reacionários. Em alguns casos…

“Pseudointelectuais” e Preconceitos

Não é raro ouvirmos o termo “pseudointelectual”, especialmente em debates sobre gostos (musicais, literários ou quaisquer). Em geral se usa para designar alguém que procura exibir uma cultura que não tem. Mais especificamente, quando essa opinião destoa do senso comum e/ou (mais provavelmente) discorda da opinião de quem se sente inferiorizado. O termo é, portanto,…

Quando Meus Personagens Se Revoltaram Contra Mim — II

Já lhe contei dias atrás, ou anos, que cada vez é mais difícil asseverar, que fui visitado, em uma noite escura e tempestuosa, por Epidermion, Kindy Káfti, Koilos Kéfalis e Anoitos Kákos, respectivamente o rei e três cidadãos do reino de Agnoias. Quando saíram pela porta; me deixando só com a dor de uma mão…

Quando Meus Personagens Se Revoltaram Contra Mim

Lembro-me como se fosse há setenta anos, posso jurar. Você acreditaria se lhe dissesse que tudo começou numa noite escura e tempestuosa, como nos filmes de terror barato? Bem, não foi exatamente assim, só parecido. Estava escuro porque algum moleque soltando papagaio causara um curto-circuito na fiação da rua. Era noite, obviamente, mas o máximo…