Porque a música pop é “ruim”