Os Que Falham e os Que Nem Tentam

Aqueles que nunca tentam ainda subestimam as catástrofes da derrota, e os que falharam superestimam os confortos da covardia. Perder é horrível, falhar é cabuloso, acovardar-se é detestável, não viver por medo de errar o tornará um velho amargo. Sou especialista em ambas as coisas porque tenho um longo histórico de covardias alternadas com falhas e sucessos de vários tamanhos. Aos quarenta e seis anos posso dizer com certeza de que não há pior ou melhor, sempre que enfrentar uma escolha difícil, falhar ou fugir […]

Considerações sobre a Ingratidão Política

Há alguns anos, mais precisamente em julho de 2013, deparei-me, algo chocado, com um texto de Stephen Kanitz para a revista Veja intitulado “Por que me odeias se eu nunca te ajudei?” Eu tinha certo respeito pelo autor, a quem eu considerava um raro economista que tinha palavras humanistas, em vez de falar somente em números frios que tinham de ser preservados, mesmo à custa de sangue, suor, lágrimas e ossos. Nesse dia eu pressenti que algo mudara. Aqueles foram os dias de impacto das […]

Quando Você Tinha Morrido

Uma das grandes injustiças desse mundo é a maneira como os nossos amigos e conhecidos nos matam quando nos afastamos. Pela maneira como somos mortos, podemos ter uma ideia vaga de como realmente eles nos enxergam. Quando chegamos a uma certa idade temos de escolher entre acompanhar de perto os nossos amigos ou evitar fazer perguntas sobre eles quando encontramos um amigo comum. Ou sabemos deles, ou nos arriscamos a ouvir o que não queremos: — Carlos, há quanto tempo!? Como está? E a Maria, […]

O Relativismo como Inimigo da Democracia

A associação entre o relativismo e o autoritarismo foi feita pela primeira vez por Allan Bloom, em The Closing of the American Mind (“O Fechamento da Mentalidade Americana”, que ganhou no Brasil o estranho título de “O Declínio da Cultura Ocidental”). Essa obra tem o estranho subtítulo “Como o Ensino Superior Traiu a Democracia e Empobreceu as Almas dos Estudantes”. Para aquele autor, a ideia de que haveria versões concorrentes e igualmente válidas dos fatos históricos seria uma estratégia dos conservadores, dos fascistas e dos […]

O Ataque Contemporâneo à Racionalidade

Vivemos uma época estranha, em que as ferramentas do conhecimento parecem ter se tornado inimigas nossas. São tantas as partes que se insurgem contra a racionalidade que parece cada vez mais improvável que se consiga preservar para o futuro a herança do Iluminismo. Não podemos transigir com isso de maneira alguma, porque se perdermos as ferramentas da razão o debate honesto se tornará impossível e a vitória será de quem conseguir gritar mais alto. Duas grandes frentes se abriram contra a racionalidade: no campo conservador […]

Porque a visão positivista da história está obsoleta

Que critérios determinam que o positivismo é uma visão obsoleta da história? Esta pergunta foi feita por mim mesmo, no Quora, para ser respondida por quem se interessasse. Minha intenção, porém, desde o início era escrever uma resposta minha sobre esse tema — motivada pelos comentários recebidos em minha resposta sobre as distorções da História do Brasil que me foram ensinadas na escola. Confesso que fiquei inseguro se poderia fazer isso, mas não encontrei nas regras de lá nenhuma proibição de fazer perguntas a mim […]

Por que certa parte da esquerda odeia a lógica?

Correndo o risco de perder muitas amigas feministas, ouso postar aqui uma crítica a um artigo recente da revista Úrsula, de autoria de Lourenço Fernandes, no qual se encontra um ataque bastante virulento a um certo tipo de debate que costuma ocorrer atualmente. Em primeiro lugar, é preciso salientar que o fenômeno analisado por Fernandes é um problema real e que merece, sim, uma crítica. Ocorre que tal crítica me parece ter sido feita de maneira inepta, não só por recorrer a uma linguagem desnecessariamente […]

O Pior Guitarrista do Mundo?

A humanidade não cessa de me decepcionar. A baixeza moral de que os seres humanos são capazes consegue ser, às vezes, tão deprimente, que você se sente tentado a rezar pela vinda de um meteoro que livre esse infeliz planeta de uma espécie tão patética. Hoje tomei conhecimento da história do “pior guitarrista do mundo”, Richard Benson, e tive a certeza de que o mundo moderno potencializou a monstruosidade moral… com um senso estético. Benson é um músico inglês radicado na Itália, onde fez carreira […]

Às vezes não é “manterrupting”: é só falta de educação mesmo.

Às vezes, a gente tem uma vontade danada de dar uma opinião, mas nem sempre isso é a melhor coisa a fazer. Nunca se deve interromper um adversário enquanto ele está dizendo uma besteira e nunca se deve debater com alguém que pensa o oposto pensando em “ganhar”. Em qualquer confronto de ideias, quem “ganha” é quem assiste. Entre os participantes o que precisa imperar é o respeito mútuo, para que discutam até com ênfase, mas saiam apertando as mãos e prontos para tomar uma […]

Sinais de que o relacionamento pode ter mesmo acabado

Já fazem três dias desde que ele/a saiu de casa e não ligou de volta e nem voltou para buscar o resto de seus pertences que não levou. Você ligou, o número estava fora de área ou desligado. Falando nisso, os pertences que ficaram são principalmente roupas velhas, móveis grandes demais para serem carregados, eletrodomésticos muito usados e calçados estragados. As contas dele/a nas redes sociais estão ativas, porque você vê notificações de amigos em comum e ainda consegue segui-lo no Twitter, mas ele/a está […]

19 Microcontos de Cortar o Coração

Alexandre não consegue abandonar seu filho, apesar de toda a desobediência do rapaz, depois dos anos de vício, da separação forçada e da insistência dele de chamar diversos exorcistas. Beatriz deixou há tanto tempo de escutar as colegas de trabalho que ainda não sabe que nenhuma delas lhe dirige a palavra mais. Na quinta-feira da vida Carlos perdeu os cabelos e a dignidade nas mãos de uma denúncia de má conduta profissional. Ao retirar sua vida em uma caixa, encontrou o inútil arrependimento a lhe […]

Nem todo aquele que diz ser intelectual o é

Dizer-se intelectual não é o mesmo que ser. Certas designações só fazem sentido quando recebidas, nunca quando autoatribuídas. Não é por andar com livros que a gente fica doutor, as traças vivem com eles, devem sabê-los de cor. O Brasil não é um país caracterizado pelo grande número de intelectuais, muito menos por sua grande qualidade. Em geral o brasileiro tem pouca escolaridade formal (algo em que a “intelectualidade” se baseia), porcamente aproveitada (devido à má qualidade da maioria de nossas escolas e às expectativas […]