O Que Fazer com a Arte de Pessoas Execráveis?

Com o recente terremoto de acusações de assédio sexual contra personalidades do mundo do cinema voltou à baila um antigo debate, nunca inteiramente superado, sobre a maneira como a sociedade deve lidar com a obra de pessoas que se mostraram detestáveis. Esse debate talvez tenha sido feito pela primeira vez de maneira ampla após a Segunda Guerra Mundial, quando várias personalidades do mundo da arte e da filosofia haviam simpatizado com o nazismo: Martin Heidegger, Knut Hamsun e Louis-Ferdinand Céline foram autores que enfrentaram graves […]

A Inominável Prole

Original de Clark Ashton-Smith. Traduzido a partir da versão online em Eldritch Dark. Muitos e multiformes são os horrores ocultos da Terra, a infestar seus caminhos desde os primórdios. Eles dormem debaixo da rocha imperturbada; erguem-se com a árvore desde suas raízes; movem-se sob o mar e em lugares subterrâneos; habitam os mais secretos áditos; emergem às vezes dos sepulcros cerrados de bronze soberbo e da tumba humilde selada com argila. Alguns são conhecidos do homem desde há muito e outros incógnitos ainda esperam o […]

Valorizar a Literatura Nacional

“Precisa valorizar a literatura nacional” — diz o autor que assina com um pseudônimo gringo, cujos personagens têm nomes em inglês e cujas histórias são ambientadas numa gringolândia clichê. Amigo, quem quiser valorizar a literatura nacional deve passar longe da sua obra. Veja bem. Não quero dizer que seu livro seja de todo ruim, sequer em parte, ou mesmo que eu não o leria. É apenas uma questão de identidade. “Literatura nacional” pode ser boa ou ruim. Seu livro pode ser bom ou ruim independentemente […]

Exotismo e Escapismo

A predominância de elementos exóticos entre os gêneros de ficção mais populares no Brasil me dá a impressão de que a maior parte do público leitor brasileiro tem pouca noção de si mesmo e busca na literatura um escapismo. Não é só porque os best-sellers são vendidos de forma massificada. Poderíamos estar comprando best-sellers realistas. Se focamos em certos temas em vez de outros, isso deve ter um significado. A busca do exótico atinge tanto a literatura estrangeira traduzida quanto a literatura nacional escrita sob […]

A Literatura Moderna não é nada além de uma Salada de Palavras Anti-Intelectual

Tradução do artigo de Kitten Holiday para o Writing Cooperative, com autorização. Esta semana dois autores de meu círculo estavam preocupados com a mesma questão: Por que a literatura moderna é tão ruim? Pelo que eu sei, esses dois autores não se conhecem. Eles estão em círculos políticos parecidos (direitistas, conservadores) mas em diferentes círculos criativos, o que fez a coincidência de seu interesse comum ainda mais fascinante. Uma questão semelhante tem também estado em minha mente: “Por que parece que não tem surgido nada […]

Prova de Vida

Veloso trabalha em um banco e recebe um pedido de uma jovem misteriosa que deseja fazer a “prova de vida” de seu avô, que se encontra acamado. Contra as instruções normativas da empresa (e o que recomendaria o próprio bom-senso), ele decide visitar a família do idoso, para assegurar-se de que ele está vivo, para que possa autorizar a continuidade dos pagamentos de seus benefícios de aposentadoria. A partir de então ele se vê enrolado em uma situação cada vez mais estranha, perdendo a noção […]

Ler a Vida, Escrever a Vida

Não podemos ter uma visão elitista da arte porque vivemos em uma sociedade determinada a destruir a arte, coração do povo e luz do futuro. Somente a arte pode nos salvar, mas antes precisamos salvá-la. O Brasil que eu conheci está morrendo e não é uma morte natural: é um assassinato. A morte do Brasil moreno e mestiço faz parte de um plano para esvaziar esse território, transformar seu povo em mera “força de trabalho” a serviço dos que virão remover a riqueza e deixar-nos […]

Alguns preconceitos literários que eu tenho

Ninguém está livre de ter seus preconceitos, feio é tê-los e não entendê-los. Uma vez que a gente se vê no espelho e descobre o que é verdade ou não, cabe-nos decidir se lutamos contra o preconceito ou se o adotamos como bandeira. Fiz este exame ao longo dos últimos anos e decidi que eu tenho alguns graves e deliciosos preconceitos, nem todos destinados à superação. Eis a lista. Autor nacional com pseudônimo estrangeiro. Não estou falando, obviamente, de filhos de imigrantes, que de certa […]

Leitores Não São Iguais, Leituras Também Não

O grande furdunço esta semana foram uns tweets antigos de meu amigo Pedro Nunes, nos quais ele, algo controversamente, defendeu a ideia de que certas pessoas dizem “amar a leitura” mas, de fato, permanecem a vida toda lendo o mesmo tipo de livro que liam quando adolescentes. Esse tipo de comentário não se caracteriza por sua capacidade de fazer amigos e atrair a simpatia espontânea de desconhecidos. Ninguém gosta quando um estranho vem e chuta suas muletas, querendo dizer “levanta-te e anda”. Do hábito de […]

A Família Duplipensare

“Duplipensare” é um sobrenome de origem europeia. Ítalo-alemão ou franco-italiano, o Sr. Duplipensare não se importa, o que importa é que é de origem europeia e lhe ajudou a conseguir um passaporte comunitário, que ele basicamente usa para dizer que não é brasileiro, porque não tem dinheiro para viajar nem até o Paraguai para trazer muamba. Mas ele é um típico proletário que se orgulha da empresa em que trabalha e do carrão comprado pelo seu patrão. Acredita que ganha pouco pelo que faz, mas […]

Para Não Espelhar Seu Estilo

Há jovens autores que acreditam que um escritor deve, pelo menos ocasionalmente, abster-se de ler a fim de não “espelhar o estilo” de quem leiam. Avisem-me quem são esses autores para que eu nunca compre nenhum livro seu. A criatura que evita ler para “para não espelhar um estilo” é muito ingênua e se encontra muito, mas muito equivocada. Eu tinha usado um termo muito forte para definir essa pessoa, mas me policio para não ofender além do necessário. A verdade já dói bastante. Os […]

Capas “Arrombadas” e a Necessidade de Evoluir

Essa semana eu fiz uma coisa que é impensável para muitos escritores: eu mesmo “denunciei” os meus livros a uma página do Facebook chamada “Capas Arrombadas”, que se dedica a zombar da má qualidade do design das capas de certos livros, principalmente e-books à venda no Amazon. Fiz isso por dois motivos: primeiro não dar aos meus dois ou três inimigos1 o prazer de fazê-lo e segundo porque eu pensava em melhorar algumas de minhas capas e queria uma opinião externa e isenta sobre quais […]