Os Crimes dos Autores

Há algum tempo, em 2017, eu escrevi um ensaio intitulado «O Que Fazer com a Arte de Pessoas Execráveis?» que era mais ou menos sobre isto. Minha opinião mudou um pouco desde então, mas permanece coerente no essencial. Devemos ter muito cuidado ao condenar a obra por causa do autor. Comecemos por uma história contada pelo humorista Millôr Fernandes: A senhora, uma dona de casa, estava na feira, no caminhão que vende galinhas. O vendedor ofereceu a ela uma galinha. Ela olhou para a galinha, […]

Como o Quora se tornou tão frustrante?

Em 2015, quando eu comecei a participar do Quora.com, a minha primeira impressão foi a de ter encontrado um lugar fascinante, onde os usuários faziam perguntas sinceras sobre qualquer assunto e as respostas eram dadas por pessoas que tinham algum domínio deles. Respostas ruins recebiam votos negativos. Respostas boas recebiam votos positivos e eram compartilhadas. Havia muita gente até famosa que participava do site. Lembro de ter visto lá uma resposta escrita por Noam Chomsky, várias por Adrián Lamo e também diversos políticos americanos e […]

Porque a meritocracia é um discurso de ódio

Não é fácil simpatizar com aqueles que vivem no ponto mais baixo da escala social: eles tem uma aparência diferente da sua, eles fedem, eles costumam ter vícios, eles são muitas vezes hostis a você e muitos realmente não parecem dispostos a fazer nada por si mesmos. Simpatizar com essas pessoas é, portanto, um sinal de maturidade moral que é alcançado por poucos indivíduos. Ser egoísta é muito mais fácil, basta você desumanizar essas pessoas e considerar que elas são as únicas culpadas por seu […]

Palmas para o “Isentão”

Entre os grandes flagelos do debate político na atualidade, o “isentão” é um dos mais desagradáveis pelas sua capacidade de abortar o confronto legítimo de ideias, o que, a longo prazo, impede a defesa honesta de posições. Diante do “isentão”, esse sofista moderno, que habita o muro como quem se instala em um castelo, todas os opiniões são idênticas em irrelevância. Se queremos recuperar um pouco de nossa civilidade, precisamos desterrar os “isentões” de volta ao limbo, em vez de os idolatrarmos como os modelos […]

O Livro Mais Perigoso de Todos os Tempos

A literatura europeia dos séculos XIII a XIX está repleta de obras com títulos curiosos em latim e versando sobre problemas espirituais, feitiçaria, alquimia, magia e coisas afins. Entre estas obras encontramos os livros de feitiçaria propriamente ditos, os “grimórios”, os tratados de teologia escritos por gente supersticiosa e também algumas primitivas obras de investigação anteriores ao método científico — entre estas incluídas obras de alquimia. Dos grimórios há muito a se dizer, mas não é deles que eu pretendo falar. Com toda sua superstição […]

Um Faroeste Farofeiro

Francamente, eu poderia escrever uma resposta inteira só a respeito de letras ruins da Legião Urbana, um grupo que transformou a sua maior fraqueza (a lírica) na suposta marca maior de sua qualidade (Renato Russo, “o poeta do rock”). Poderei, se algum dia me pedirem, por hoje eu me limito a Faroeste Caboclo, o “hino” de uma geração que não sabia muito bem o que seria um hino. Eu poderia começar falando das rimas pobres, das estruturas sintáticas forçadas a marteladas e das construções que […]

O Ataque Contemporâneo à Racionalidade

Vivemos uma época estranha, em que as ferramentas do conhecimento parecem ter se tornado inimigas nossas. São tantas as partes que se insurgem contra a racionalidade que parece cada vez mais improvável que se consiga preservar para o futuro a herança do Iluminismo. Não podemos transigir com isso de maneira alguma, porque se perdermos as ferramentas da razão o debate honesto se tornará impossível e a vitória será de quem conseguir gritar mais alto. Duas grandes frentes se abriram contra a racionalidade: no campo conservador […]

O Pior Guitarrista do Mundo?

A humanidade não cessa de me decepcionar. A baixeza moral de que os seres humanos são capazes consegue ser, às vezes, tão deprimente, que você se sente tentado a rezar pela vinda de um meteoro que livre esse infeliz planeta de uma espécie tão patética. Hoje tomei conhecimento da história do “pior guitarrista do mundo”, Richard Benson, e tive a certeza de que o mundo moderno potencializou a monstruosidade moral… com um senso estético. Benson é um músico inglês radicado na Itália, onde fez carreira […]

O dia em que a música caipira fez o Brasil progredir nos costumes

A música caipira não é normalmente associada a uma mentalidade progressista nem à liberação dos costumes. Muito pelo contrário: idealiza um passado de pureza perdida em que os homens eram os homens, as mulheres eram bonitas (mas submissas), ser fazendeiro era ser uma espécie de rei e o boiadeiro era nosso herói, uma mistura de cavaleiro andante e caubói. Mas no início dos anos oitenta, época em que o Brasil devagarinho saía de uma ditadura, a música caipira contribuiu para um sopro de novidade nos […]

Os erros dos doutores

Por causa da educação tecnicista e instrumental que predomina em nosso país, na qual é mais importante atingir metas tangíveis e quantificáveis (notas) do que obter progressos abstratos (aprendizado), é comum encontrarmos erros em textos de pessoas com educação [supostamente] “superior”. Os erros de que falo são mais do que meros erros de ortografia: referem-se mais a uma pomposidade vazia, um excesso de presunção que leva à obscuridade fútil, além, claro, dos inevitáveis erros de gramática e ortografia. Em geral os alunos de nossas melhores […]