Confesso que Não Creio

7 agosto há 12 anos

Sim, sou ateu. Você deve estar perplexo ao ler isso porque não é comum alguém admitir esse defeito em público. Garanto que se estivesse diante de mim você provavelmente me interromperia com pregações ou maldições (dependendo de seu grau de fanatismo e capacidade de argumentação). Mas deponha sua bíblia sobre a mesa e confabulemos. Vou contar como desde criança eu me bati contra minha dificuldade de acreditar em Deus, até que perdi. Ser ateu não é ser um cão sarnento, é apenas descrer da existência […]

Seja o primeiro a comentar

Coisas Novas

2 agosto há 12 anos

Tenho saudades de coisas tolas, de pequenos sonhos que tive, de coisas simples que passaram cedo e deixaram uma falta, uma ausência, uma forma de pesar só manifesta em lágrimas que pendem sem cair e pensamentos que pensam sem surgir. Foram pequenas coisas que vivi, sentimentos que não me alegraram, migalhas de emoções que me serviram mas depois levaram e eu não comi. Essas saudades de coisas belas, são pequenas provas de que antes — mesmo estando só e sendo infeliz — eu conhecia uma […]

Seja o primeiro a comentar

Yes, Nós Temos Medicina Tradicional Também

18 julho há 12 anos

Todos os céticos estão acostumados a arrancar cabelos quando ouvem pseudo-ciências sendo, sem mais nem menos, apresentadas como a “verdadeira resposta” para problemas que a ciência não responde ou, pior, práticas de curandeirismo sendo vendidas, e caro, como a cura para males para os quais a medicina convencional não tem remédio. Nada mais injusto. Particularmente me fascina a medicina tradicional chinesa e suas práticas, como do-in, acupuntura, herbalismo e remédios bruxos fascinantes como chifre de rinoceronte negro, pênis de baleia, ou simplesmente qualquer pedaço do […]

Seja o primeiro a comentar

Quando Morreu Minha Poesia

18 maio há 13 anos

Quando morreu minha poesia passei a viver sem uma alma e tenho estado assim, semi-cadáver, faz tantos anos que nem lembro se fui completamente humano, como pude saber sorrir. Tornei-me alguém sem sentido, abdicando de prazeres e formas e esta hemi-pessoa que fiquei suporta mal sentimentos, próprios e alheios, sustenta mal ilusões de feitos que nunca passarão de projetos. Há tanto tempo que acostumei-me e tenho feito isso sem querer — suavemente abandonando sonhos, sinteticamente assaltando signos e deixando tudo atravessado, deixando tudo me deixar, sorvendo […]

Seja o primeiro a comentar

Sobre Feijões e Fadas

13 maio há 13 anos

Nossa cultura urbana desconhece quase tudo que se refere à vida tradicional do campo e essas coisas ficam parecendo lendas de um passado distante, mesmo que tenham acontecido há tão pouco tempo, menos do que se pensa. Bater feijão é algo que não está mais no imaginário de quase ninguém. Mas de minha infância eu ainda lembro de bater feijão como parte do rito anual da colheita, e era uma diversão melhor que a televisão. Numa das vezes em que bateram feijão no terreiro da […]

Seja o primeiro a comentar

Eles Estão Por Toda Parte!

18 março há 13 anos

¡Por favor! ¡Preciso que você me ajude! ¡Eu sei que tenho um revólver na mão e posso te matar a qualquer momento sem perceber mas, se você ainda não foi morto por mim e se eu ainda não decepei a sua mão, por favor, pega essa caneta e escreve o que eu vou falar porque eu só vou saber quanto me resta de razão quando ler no papel o que ando pensando e dizendo, porque eu não consigo escutar o que está dentro de minha […]

1 comentário

Sobre o Vento

27 fevereiro há 13 anos

Um belo dia eu senti a mão da vida, meu rosto não gostou, meu sangue me ferveu e quando abri os olhos havia uma névoa densa desbotando a paisagem. Senti a mão da vida me ancorar à terra. Eu que era uma pipa solta ao vento, percebi que a linha era curta e que amarram uma ponta em algum peso. Desde esse dia ficou claro, quando cair, não mais subirei. Mas quanto subiria se tivesse toda a linha que quisesse? Essa é apenas outra coisa […]

Seja o primeiro a comentar

Justiceiros Virtuais

26 janeiro há 13 anos

A internet sempre foi um “antro da liberdade” em um mundo repleto de convenções. Nunca antes na História existiu um mecanismo tão poderoso para agregar minorias, compartilhar opiniões e difundir conteúdos. A liberdade subterrânea, no entanto, também atrai aproveitadores e, com estes, justiceiros cegos e suas táticas arrasa-quarteirão que, com a desculpa de atingir os aproveitadores, miram certeiramente na liberdade. Através da internet doutrinas antes relegadas ao subterrâneo têm um espaço permanente para sua difusão, podem ganhar adeptos e podem ser entendidas pelos não-adeptos. Movimentos […]

Seja o primeiro a comentar

Grãos de Areia na Praia

27 dezembro há 13 anos

Se a ciência pudesse contar quantos grãos de areia existem no mar… Assim começa muita retórica obscurantista vazia. Menosprezar a busca do conhecimento é uma tática milenar que os líderes religiosos empregam para mostrar a si mesmos como a melhor, se possível única, cereja do bolo. Desqualifique as explicações e lucre com a confusão. Assim vive a religião, há tanto tempo que ninguém sabe contar. Como toda retórica vazia, esta também se baseia num erro conceitual. Isso não tem muito importância para quem dela se […]

Seja o primeiro a comentar

No Mundo em que Vivo

20 outubro há 13 anos

No mundo em que vivo poesia não é mais necessário, flores são somente formas toleráveis. Talvez por isso seja tão urgente que perpetre poesia, que irresponsavelmente plante cores. Com a futilidade frágil de uns versos insisto contra a sólida imagem de coisas brutas que venceram e cuja impermeável razão de ser forma o alicerce de minha casa. Pensem nisso se me virem por aí, falando só, olhando vago. Estarei meditando meu próximo atentado contra a cinza escuridão que me enxerga e que envergo como um […]

Seja o primeiro a comentar