Como Mudar a História com uma Letra

O escritor e tradutor português Jorge Candeias sugeriu em seu perfil do Facebook um joguinho besta, mas interessante como exercício imaginativo. Tão interessante que está rolando há três dias e já chegou a mais de 300 postagens. A ideia é “estragar”, ou seja, perverter de forma evidente, um título perfeitamente bom de uma obra literária conhecida **alterando apenas uma letra**, seja pela adição, pela subtração ou pela substituição. Na qualidade de participante do tópico, deponho aqui também as minhas contribuições e aqui vai a lista […]

Desafio Mundos Paralelos

O perfil “Mundos Paralelos”, da Editora Abril, através de sua conta no Wattpad.com está aceitando inscrições até o dia 15 de maio para participar de uma antologia de ficção especulativa. As regras conforme o link acima. Embora eu seja normalmente avesso a concursos e convencido de que nunca ganharei nenhum, resolvi participar pela perspectiva de travar conhecimento com gente que realmente está no mercado editorial (e não em gráficas que se travestem de editoras). Como não há requisito de ineditismo, indiquei como meu campeão para […]

Terceira Encruzilhada no Caminho da Esquerda

Texto apresentado ao Desafio Entre Contos “Folclore Brasileiro”. Hoje vocês me dizem que eu estou em segurança e tudo parece ter sido um sonho. Assim me dizem sempre que essas coisas acontecem. Hoje está tranquilo, madrinha, mas não quero visitas, estou doente ainda, quero remédios e não quem me teste a paciência e diga que estou corado e bonito. Para essas coisas tive a minha mãe, que Deus a tenha. Agora quero é a misericórdia de Deus e tentar parar com esses sumiços. Disseram-me que […]

Sue Para Escrever Sua Cota, Seja Como For

Dizer que “os escritores de hoje enfrentam dilemas diferentes dos de antigamente” é uma platitude. Cada época tem seus desafios, gostemos ou não, mas algumas coisas são mesmo novas, outras só parecem. Uma das que me espantam é que tantos autores de hoje se imponham uma cota diária de palavras, como um infeliz sujeito obrigado pelo médico a pagar flexões e puxar ferros para entrar em forma. A ideia de que o autor precisa escrever com frequência e quantidade não é nova, mas a obsessão […]

Como o Lugar de Fala Pode Matar a Literatura como a Conhecemos — e Porque Isso Pode Ser Bom

Há algum tempo uma pesquisadora da UnB fez um levantamento estatístico da literatura nacional e concluiu que ela é o produto do trabalho, principalmente, de homens brancos, de classe média originários do eixo Rio-São Paulo. À parte algumas vociferações nas redes sociais, esse resultado não foi praticamente discutido por ninguém porque é uma descoberta que incomoda. Ninguém gosta de ser tachado de racista e ninguém é racista simplesmente por pertencer a uma classe privilegiada da população. Porém o que se detectou nessa pesquisa é um […]

Amor Gótico

Ouviram um rangido desagradável. A lua gorda de maio abriu uma janela estreita entre as nuvens e a fumaça para ver Lucinda nua. Ela riu, a lua deve ter rido de volta, fazendo-lhe cócegas na pele pálida. Então ele se afastou, constrangido e com a sensação incômoda de ter as nádegas desprotegidas contra o vento e o desconhecido. — Já foi? Queria mais… — Você não sossega esse facho, Lucinda? — Deixe, cara. Aproveite a noite, aproveite a lua, aproveite a paisagem. E aproveite que […]

Sobre Plantar no Asfalto

Tomei recentemente uma decisão um tanto polêmica, que talvez tensione alguns relacionamentos virtuais meus. Trata-se de algo que já penso há algum tempo, mas sobre o qual só conversei com poucas pessoas. Decidi abandonar a partir de hoje uma boa parte de minha atuação na internet e nas redes sociais. Disto resultará eu participar menos em comunidades literárias e não mais entrar nos desafios literários do blog [Entre Contos](http://www.entrecontos.com). Não é uma decisão impensada e ela não é motivada por nada que tenha acontecido nos […]

O Ano do Gato

> Minha última participação no desafio EntreContos (aqui repostado com algumas correções de erros percebidos após a inscrição). O tema do mês era “histórias baseadas em música” e eu o ataquei utilizando como base para um conto a letra de “Year of the Cat”, sucesso de Al Stewart em 1975. Fiz isso porque a letra, em si, já continha o embrião de uma história. > Não é um texto de que eu particularmente me orgulhe (e eu nunca o antologizarei porque tenho sérias dúvidas sobre […]

A Casa do Escritor

> Esta postagem é uma obra de não-ficção, que cita e parodia livremente um texto compartilhado na internet, com finalidade satírica e sem fins lucrativos, ancorada na liberdade de expressão e no conceito do *fair use* (embora este ainda não seja consagrado em nossa legislação, já o é em nosso bom senso). Vem aí o mais imperdível evento literário de 2014. Não, não estou falando de Bienal ou Feira do Livro, estou falando de uma novidade: um *reality-show* de escritores, sem a parte do *show*, […]

O Barco de Milhões de Anos

“Não vamos às estrelas, baby” — assim começou o discurso do capitão. “Em vez disso, vamos impedir que o inimigo vá.” Os soldados, irrequietos, nada perguntaram. Era bom saber que os capitães e coronéis sabiam o que fazer. Pena que não soubessem. “Ordinário, marche!” E a tropa adentrou o deserto em busca do inimigo impossível, marchando deze­nas de léguas sob o sol cada vez mais forte, até cada um deles cair, de fome e sede ou trucidado em conflitos previsíveis diante do desespero. Na verdade […]