Um Milhão de Motivos para Matar um Gatinho (ou um Mandarim)

Perguntaram-me se eu mataria um gatinho por um milhão de dólares. Bem, eu mataria (intransitivamente) por um milhão de dólares, desde, é claro, que o pudesse fazer de maneira limpa. Não me critique, você também faria o mesmo. Todos pensamos utilitariamente, e consideramos mais as consequências do que os meios. O que nos impede, em geral, são considerações de ordem estética: matar é um ato brutal, animalesco, e que geralmente resulta em consequências comprometedoras para o resto da vida. Os seres humanos normais não matam […]