Menções

Uma seleção de links para lugares onde sou republicado (nem sempre com link de volta) ou mencionado (nem sempre de forma elogiosa).

  • O blog “Tudo em Cima” reproduz, com créditos, um comentário meu de facebook.
  • Eduardo Jauch adorou o post sobre vampiros e zumbis.
  • Beia Carvalho menciona o blog em um post de janeiro de 2017.
  • No Wattpad, uma antologia de Contos de Fantasia reproduz “Meu Encontro com a Magra”.
  • O blog “Golem” cita honrosamente minhas traduções de Clark Ashton-Smith.
  • Só hoje (20 de outubro de 2016) descobri que tenho uma tag no blog Entre Contos. Talvez tenha demorado a perceber porque antigamente eles deletavam os textos dos desafios, ou porque não costumam vir visitantes de lá para cá.
  • O “Mundo das Resenhas” comenta sobre minha tradução para “The House on Borderland”, de W. H. Hodgson.
  • Rodolfo Luiz Euflazino resenha a coletânea Redrum, da Editora Caligo, que contém, entre outros, o meu conto A Noiva Liberdade.
  • O site Day Translations citou minha opinião sobre a reforma ortográfica.
  • Michelle também resenhou a coletânea “Redrum”, da Editora Cáligo, que já é a coletânea de maior visibilidade dentre as que participei.
  • Ben Oliveira resenhou a coletânea “Redrum”, da Editora Cáligo, onde meu conto “A Noiva Liberdade” foi publicado. A resenha abrange todos os textos.
  • A revista eletrônica Slate publicou uma resposta minha ao site Quora.com a respeito dos nomes estranhos que nós brasileiros às vezes nos damos.
  • O jornal A Tarde também citou, brevemente, o lançamento da coletânea “Redrum”.
  • Márcia Saito resenhou “Praia do Sossego” em seu blog Torrente Literária.
  • Sérgio Ferrari, o Astromiau da Discórdia e do Atum, cita uma postagem minha, que fora inspirada por uma postagem sua. I scratch your back, you scratch mine.
  • O blog Leituras Paralelas recomenda minha tradução de Vulthoom, do Ashton-Smith.
  • O blog Romance Sobrenatural transformou em audio-book (mp3) a minha tradução das Abominações de Yondo, do Ashton-Smith.
  • Mário Júnior, do blog Desacordo Moral, listou entre seus favoritos ambos os blogs que hospedo aqui, o Letras Elétricas e o Arapucas Libertárias. Entre seus textos favoritos, ele citou Avós Rebeldes, Mais Compreensão do que Estudo, O Sábio Louco e o Ignorante Vigoroso e Grãos de Areia na Praia. Pena que o Mário linkou tudo errado. Pô, Mário, acerta os links aí…
  • O blog Romance Sobrenatural, de Jossi Slavic Genius, comenta favoravelmente minha tradução de “Uma Voz na Noite, de William Hope Hodgson.
  • O blog Alihaverso linkou o meu artigo sobre o caso das famigeradas dicas para escrever.
  • Roberta Filipov, citou a minha tradução do William Hope Hodgson de forma elogiosa. A tradução também está no site ePUBbr, mas sem nenhum crédito aparente (somente dentro do arquivo, bem escondidinho e sem link).
  • Rafa Lombardino, que já havia traduzido para o inglês o meu conto “A Menina Que Gostava de Escrever Histórias”, agora publicou meu relato da experiência de traduzir o romance do Hodgson.
  • Lady Sybylla, do Momentum Saga notou, em 2011 (e só hoje fiquei sabendo) que o meu blog (ainda hospedado no blogspot.com) era “bem escrito, coeso e inteligente”. Obrigado, Sybylla.
  • Tibor Moricz detestou “O Último Reduto”, que saiu pela antologia Solarium 2, da Editora Multifoco. Com razão, eu também detestei aquele conto (na versão publicada) a ponto de ele ter afetado a minha carreira literária posteriormente: decidi não mais escrever aquele gênero (ficção científica hard), não mais escrever temas sob encomenda (inclusive, por isso, abandonei a comunidade Contos Fantásticos, do Orkut) e joguei fora (no sentido de “pus numa pastinha-lixo em meu HD”) mais de cem páginas de pesquisa preliminar que havia feito. Tibor entende do assunto. Mas eu revisei a história e a republiquei aqui em 28/08/2012. Ela também serviu de base para o conto Branca de Neve no Século XLIV.
  • Simone Saueressig comenta em seu blogue o meu conto «O Preço da Passagem» seria um dos integrantes da Antologia «Sinistro!» que realmente merecem estar publicados.
  • O Pai Nerd toma conhecimento de minha existência, brevemente.
  • A Revista Pandora publicou publicou meu texto sobre Bóris Casoy e os Lixeiros (que está no meu outro blog). Não tiveram a fineza de colocar um link, porém, ao contrário de mim, que agora que descobri, estou pondo um para eles.