A Invasão

Esta nove­leta cheia de ação, aven­tura e cães famin­tos é um dos nove tex­tos que com­põem a cole­tâ­nea “Mythos Mineiros” e é o mais ori­gi­nal, em minha opi­nião, embora tal­vez não o melhor. Certamente será o que mais agra­dará ao público jovem, ligado em aven­tu­ras, por causa do grande número de ele­men­tos de aven­tura e do ritmo nar­ra­tivo ágil.

A pri­meira ver­são, inti­tu­lada “Os Estranhos”, saiu em 2008 pela Editora Multifoco, do Rio de Janeiro, na cole­tâ­nea “Solarium”. Porém não reco­mendo que você adquira essa cole­tâ­nea se qui­ser ler a obra ori­gi­nal, que era bem infe­rior à defi­ni­tiva, aqui encon­trada.

Um pro­ta­go­nista de que só sabe­mos ser homem (pois é cha­mado “que­rido” pela outra per­so­na­gem) está com um grupo de “peca­do­res” arre­pen­di­dos em um bor­del loca­li­zado no alto de uma mon­ta­nha, pró­ximo a uma pequena cidade do inte­rior. Já é o quinto dia desde que foram sur­pre­en­di­dos ao ama­nhe­cer pelo que alguns acha­ram ser o fim do mundo. A crise está aper­tando, a água e a comida vão aca­bar, e vão ter que ter a cora­gem de sair.

A nar­ra­tiva a par­tir daí segue line­ar­mente enquanto os pro­ta­go­nis­tas explo­ram os peri­gos ines­pe­ra­dos da cidade que conhe­ciam tão bem até uma semana antes. Em sua via­gem enfren­tam peri­gos mate­ri­ais (cães famin­tos, ratos…), ima­te­ri­ais e outros ainda pio­res. Cada esquina é uma nova e hor­rí­vel des­co­berta. E não há como arrepender-​se e vol­tar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.