13 Razões Pelas Quaes a Orthographia Etymologica Não Deveria Ter Sido Abolida

1 janeiro há 3 anos

A lin­gua escripta, nos ensina Marcos Bagno,1 não eh de facto a lin­gua em si, mas uma ide­a­li­za­ção da lin­gua falada em deter­mi­nado momento de sua his­to­ria. Idealização posto que os gram­ma­ti­cos não ape­nas docu­men­tão a lin­gua con­forme a estu­dão, mas tam­bém intro­du­zem ino­va­ções, regu­la­ri­za­ções, sim­pli­fi­ca­ções e, lamen­ta­vel­mente, com­pli­ca­ções tam­bém. Eh neces­sa­rio que a lin­gua escripta evo­lua, para que a dis­tan­cia entre ela e os diver­sos fala­res do povo não se torne tão grande que tenha­mos uma situ­a­ção de diglos­sia. Esta evo­lu­ção, porém, deve ser […]

1 comentário

Reflexões Tardias a Respeito do Atentado do “Greenpeace” Contra os Geoglifos de Nazca

28 dezembro há 3 anos

Aguardei um pouco para escre­ver alguma coisa sobre o caso da inter­ven­ção do Greenpeace no Peru por­que as minhas ideias sobre o caso ainda esta­vam muito mis­tu­ra­das, só que elas ainda estão e eu me sinto ainda assim com­pe­lido a dizer alguma coisa, com base em impres­sões que eu já tinha antes, e que só foram con­fir­ma­das pelo que acon­te­ceu. Meu comen­tá­rio se baseia na pau­la­tina obser­va­ção da cul­tura de mas­sas que nos é imposta pelos Estados Unidos — cinema, revis­tas em qua­dri­nhos, tele­vi­são — e da maneira como […]

Seja o primeiro a comentar

Impressões da Leitura de Contos de Philip K. Dick

27 dezembro há 3 anos

Há muito tempo Philip K. Dick figura na minha lista de auto­res favo­ri­tos, por causa da mira­bo­lante con­fu­são que são os seus con­tos. Aproveitando o tempo livre das férias, resolvi pôr em dia a lei­tura de vários livros adqui­ri­dos nos últi­mos dois anos e que esta­vam em minha estante cri­ando poeira. Entre estas lei­tu­ras, a de duas cole­tâ­neas de con­tos de PKD, um de meus auto­res favo­ri­tos: “O Vingador do Futuro” — cole­tâ­nea opor­tu­nista lan­çada pela Editora Paulicéia na época do filme de mesmo nome e adqui­rida […]

Seja o primeiro a comentar

A Fazenda da Serpente, 8

22 dezembro há 3 anos

Parte da série A Fazenda da Serpente As chan­ces não pare­ciam boas. Demóstenes e seus homens conhe­ciam os arre­do­res e cer­ta­mente a fuga de Rufino não era a pri­meira. Mas o tenente não que­ria se entre­gar tão fácil, nem dei­xar tan­tas boas armas e muni­ções nas mãos daque­les mise­ráveis. A um aceno Maneco o seguiu, mesmo ainda não enten­dendo nada, por­que adqui­rira a sabe­do­ria que o medo ensina nes­sas horas. Correram pelos fun­dos da casa, mas Rufino sen­tia nos ossos que seriam cer­ca­dos. Lembrou então […]

Seja o primeiro a comentar

12 Verdades Doídas — 57 meses depois

21 dezembro há 3 anos

Em março de 2010 eu publi­quei aqui um artigo inti­tu­lado 12 Verdades Doídas e uma Confissão Desesperada, no qual refleti, com certa amar­gura, sobre uma série de deba­tes sobre lite­ra­tura em comu­ni­da­des de redes soci­ais — e como isso me havia afe­tado. Hoje me depa­rei de novo com ele e resolvi ana­li­sar em que pon­tos minha opi­nião mudou, e em que outros ela per­ma­ne­ceu. 1 — Escrever é um pri­vi­lé­gio e não um direito. Hoje con­ti­nuo pen­sando mais ou menos a mesma coisa, mas com uma dife­rença fun­da­men­tal: eu […]

Seja o primeiro a comentar

Perguntas ao Escritor

19 dezembro há 3 anos

Esta entre­vista se baseia nas per­gun­tas fei­tas por Michel Laub, em artigo publi­cado pela Folha de São Paulo hoje. Como até o momento eu não che­guei a ser pro­cu­rado por nenhum órgão de imprensa, resolvi con­si­de­rar estas boas per­gun­tas como sendo a entre­vista que eu ainda não dei. Acredito que difi­cil­mente eu con­se­gui­rei ser tão espon­tâ­neo e irô­nico em uma entre­vista de ver­dade, mas de qual­quer forma está valendo. Se seus livros não exis­tis­sem, ia fazer alguma dife­rença para alguém além de você? Com quase toda […]

2 comentários

A Difícil Facilidade da Escrita

16 dezembro há 3 anos

Escrever não é fácil. Se fosse fácil, reda­ção não seria o ter­ror dos estu­dan­tes. E não é que a lín­gua por­tu­guesa seja mais difí­cil que as demais (nada é fácil para quem não domina), mas, sim, que o domí­nio fun­ci­o­nal da lín­gua não implica em domí­nio cri­a­tivo: este é o mais alto dos níveis de pro­fi­ci­ên­cia em qual­quer idi­oma, fácil ou difí­cil. Portanto, fazer lite­ra­tura, embora pareça “fácil” ao olhar leigo, é tão difí­cil quanto pin­tar, con­ser­tar auto­mó­veis ou dan­çar balé: todas estas ati­vi­da­des reque­rem […]

Seja o primeiro a comentar

Pastel de Queijo

15 dezembro há 3 anos

Sete horas e trinta e oito minu­tos de segunda feira. Um novo dia de tra­ba­lho me espera, eu espero. Tenho a pressa urbana que aprendi desde cedo: saio de casa ainda pen­te­ando o cabelo com um pente de bolso e arras­tando uma maleta como se fosse uma bola de ferro. Hoje, como tan­tas vezes, nem deu tempo de tomar o des­je­jum com Patrícia e as cri­an­ças: perdi a hora e pre­ciso ven­cer a dis­tân­cia antes do trân­sito se tor­nar o inferno. Trabalho aqui, tenho cer­teza. […]

Seja o primeiro a comentar

Teste de Mineiridade

8 dezembro há 3 anos

Entrando na onda dos tes­tes de per­so­na­li­dade que fazem furor no Facebook, con­cebi o seguinte teste, para apu­rar o grau de minei­ri­dade (real ou espiritual-​metafísica) que está con­tido em seu corpo. A regra do teste é sim­ples: vá lendo as per­gun­tas e ano­tando suas res­pos­tas. Depois com­pare com o gaba­rito e some os seus pon­tos (nada de auto­ma­tis­mos aqui, que isso é fres­cura de pau­lista, some na cal­cu­la­dora se não tiver caneta e papel à mão). Pontuação nega­tiva sig­ni­fica que você não só não tem […]

Seja o primeiro a comentar

Resenhas Indelicadas: Devaneios Improváveis

4 dezembro há 3 anos

Este é o título de uma cole­tâ­nea que acaba de ser lan­çada pelo blog Entre Contos, con­tendo 18 tex­tos dos par­ti­ci­pan­tes dos pri­mei­ros seis desa­fios lite­rá­rios por lá pro­mo­vi­dos. Aparentemente, o cri­té­rio de sele­ção se baseou na colo­ca­ção dos tex­tos nos resul­ta­dos finais de cada desa­fio, o que me parece uma deci­são acer­tada, se o obje­tivo do lan­ça­mento é o que penso ser: a divul­ga­ção do blog, dos desa­fios por ele pro­mo­vi­dos e dos auto­res que deles par­ti­ci­pam. Sendo assim, a cole­tâ­nea é um retrato […]

2 comentários

Literatura em Equipe ou “A Morte da Autoria”

2 dezembro há 3 anos

Há algum tempo eu fui con­vi­dado pelo blog “Revolução E-​Book” a escre­ver uma série de arti­gos sobre a minha opi­nião sobre a refe­rida Revolução. O resul­tado foi uma série de arti­gos cha­mada “Carta Aberta ao Senhor Motorista do Tanque”, na qual eu me colo­quei na posi­ção do chi­nês que ten­tou impe­dir a coluna de tan­ques de avan­çar para a Praça da Paz Celestial, em 1989. Tal como ele, eu não tenho muita ideia do que estou fazendo, sei que não vai adi­an­tar e pro­va­vel­mente estou […]

Seja o primeiro a comentar

Os Oportunistas Atacam Novamente

30 novembro há 3 anos

Após a morte do ator e pro­du­tor mexi­cano Roberto Gómez Bolaños; cri­a­dor dos per­so­na­gens Chaves, Chespirito, Chapolin e outros menos conhe­ci­dos; a imprensa naci­o­nal ecoou uma série de elo­gios dis­pa­ra­ta­dos, que não con­di­zem com a impor­tân­cia limi­tada do home­na­ge­ado — que, mal­grado seu ape­lido, não é nenhum Shakespeare moreno. Da mesma forma, sur­gi­ram arti­gos pre­ten­si­o­sos; que não vou lin­kar e nem citar, para não dar holo­fo­tes a quem não os merece; com crí­ti­cas mali­ci­o­sas ao tra­ba­lho de Bolaños, cobrando-​lhe uma coe­rên­cia e uma qua­li­dade que ele não […]

Seja o primeiro a comentar