Relembrando a Crítica Literária Mais Demolidora de Todos os Tempos

25 janeiro há 4 anos

Em 1989 o humorista, cartunista, tradutor, poeta e cronista brasileiro Millôr Fernandes publicou uma série de pequenas crônicas sobre a obra do então presidente José Sarney. Estes textos, em seu conjunto, formam a mais demolidora crítica literária jamais publicada em português. Não somente pela notoriedade dos envolvidos — um presidente da república e o outro colunista da revista de maior circulação no país — mas também pelas incríveis tiradas com que Millôr brinda o texto criticado, o que acaba por eternizar a ruindade de uma […]

Seja o primeiro a comentar

Como um Passarinho

20 janeiro há 4 anos

Não pude resistir ao “pequeno apartamento de dois quartos, sem garagem, por apenas R$ 350,00”. Aluguei. Não precisava nem de dois quartos, bastava-me um. Mas não havia aluguel mais baixo na cidade, fazer o que? Algumas novas peças de mobília e lá estava em meu pântano particular. Eu não conhecia quase ninguém na cidade ainda, então ficava andando de lá para cá depois do trabalho enquanto ainda não escurecia, para ver gente, cumprimentar e esticar as pernas duras de ficar sentado o dia todo. Mas […]

Seja o primeiro a comentar

Povo Marcado, Povo Feliz

20 janeiro há 4 anos

Há dois tipos de pessoas úteis no mundo. As que acendem o fogo e as que o apagam ou controlam. A civilização não existiria sem o fogo. Mas seria consumida sem seu controle. Por muito tempo foi teoria de conspiração o envolvimento americano no golpe de 1964. Que Vladimir Herzog fora morto no DOPS, onde foi meramente “dar depoimento”. Por muito tempo foi teoria de conspiração que Jim Jones fora envolvido com a CIA. Por muito tempo duvidaram que Georgi Markov foi morto pela KGB. […]

Seja o primeiro a comentar

Precisamos Falar Sobre Reis e Barrigas

4 janeiro há 4 anos

Há um espectro que ronda a literatura nacional, desde há algum tempo: o ressentimento de uma classe de autores e críticos contra o maior defeito da literatura nacional, o seu povo. A literatura brasileira é, apesar do que pensem os indivíduos que residem em suas torres de marfim, a literatura de um povo oprimido, uma literatura de resistência. Ela tem de combater a cada dia não somente contra as próprias limitações materiais de um país que ainda é subdesenvolvido, mas também contra um sistema que […]

Seja o primeiro a comentar

Fetiches de Tamanho, Qualidade e Exclusividade

28 dezembro há 4 anos

Talvez por insegurança, ou por algum traço cultural que eu ainda não mapeei, o brasileiro tem uma necessidade curiosa de enfatizar o tamanho ou a qualidade de tudo o que vê, especialmente do que possui. O Brasil é um país onde não se compra manteiga que não seja “de primeira qualidade”, nem arroz tipo 2, nem carne de segunda ou de terceira (eliminou-se a distinção antiga). Onde qualquer vendinha se chama “supermercado” e um estabelecimento sem filiais se chama “Lojas Fulano”. Onde qualquer calhambeque será […]

Seja o primeiro a comentar

Por que que a gente é assim?

22 dezembro há 4 anos

Mais uma vez? É claro que eu ‘tô a fim. Parodio Cazuza para dizer que o escritor brasileiro parece não se cansar de ser humilhado. Não basta praticar uma arte considerada “fácil” por quase todo mundo que não a pratica, não basta que considerem a literatura algo supérfluo “com tanta gente passando fome” e tampouco basta que vejamos as prateleiras de nossas livrarias ocupadas majoritariamente por uma espécie de subliteratura cagada sobre nós pelo sistema hegemônico em que estamos inseridos. Nada disso basta, temos de […]

Seja o primeiro a comentar

Amor Gótico

16 outubro há 4 anos

Ouviram um rangido desagradável. A lua gorda de maio abriu uma janela estreita entre as nuvens e a fumaça para ver Lucinda nua. Ela riu, a lua deve ter rido de volta, fazendo-lhe cócegas na pele pálida. Então ele se afastou, constrangido e com a sensação incômoda de ter as nádegas desprotegidas contra o vento e o desconhecido. — Já foi? Queria mais… — Você não sossega esse facho, Lucinda? — Deixe, cara. Aproveite a noite, aproveite a lua, aproveite a paisagem. E aproveite que […]

Seja o primeiro a comentar

Gostei do Nobel para o Dylan

14 outubro há 4 anos

Como sou do tipo que acredita que uma Academia é essencialmente uma desculpa para um bando de velhos se concederem prêmios e ignorar o que se faz de novidade neste mundo, nunca dei muita bola ao Prêmio Nobel de Literatura. Especialmente porque a maioria de seus agraciados tem pouca relevância “pop” — o que significa que trazem pouca polêmica — e os que a têm já estão velhos demais para trazerem alguma sacudida ao caretíssimo universo das letras. A coisa mais parecida com tal sacudida […]

Seja o primeiro a comentar

Como Seria a Vida sob o Comunismo?

6 outubro há 4 anos

O artigo a seguir é um exercício de imaginação, baseado nas obras de Karl Mark e Lênin. Não se trata de uma descrição da vida na União Soviética porque esta jamais atingiu o estágio do “comunismo ideal”, embora tenha sido o estado que dele mais se aproximou. Algumas das coisas citadas aqui existiram na União Soviética, outras nunca saíram da teoria revolucionária. A diferença entre uma e outra eu deixo como um exercício para o leitor interessado. Esta foi originalmente uma resposta que dei a […]

Seja o primeiro a comentar

Há Escritores Que São Burros

22 setembro há 4 anos

Vou começar a patrulhar minha timeline em busca de escritores que defendem essa reforma educacional só para ter o prazer de chamá-los de burros. Alguém que trabalha com cultura ou é da área educacional e defende essa monstruosidade enfiada pela goela abaixo do país merece ganhar de Natal quatro ferraduras. É estarrecedor ver gente da área educacional ou cultural defender, por razões ideológicas, um projeto que piora ainda mais os PCN e vai na contramão de tudo que se pensou de modernidade em educação nas […]

Seja o primeiro a comentar