Amor de Lua

15 março há 5 meses

A pedido de uma amiga vir­tual, vol­tei a ser letrista. Ela me pas­sou algu­mas ideias e eu trans­for­mei sua his­tó­ria de amor em um poema pronto a ser musi­cado. Você me pede uma coisa e outra e quer para já. Garota esperta, espero neu­tra, e você não vem cá. Você é de lua, eu sou deva­gar. Você sem­pre muda, eu muro um lugar. Não se decida, não quero ainda hoje é dan­çar. Ainda é tão cedo, eu tenho medo na hora H. Você é de lua, eu sou […]

Seja o primeiro a comentar

O Reino Esquecido

13 março há 5 meses

Como você faria se tivesse diante de si um frá­gil indí­cio de algo impor­tante a res­peito do pas­sado? Esse é o dilema enfren­tado pelo jovem Jacques Erhardt, e que vai levá-​lo a mui­tas frus­tra­ções. Ao mesmo tempo, conhe­ce­mos Raimundo, um jovem abso­lu­ta­mente detes­tá­vel que deseja aven­tu­ras a todo custo. Como seus des­ti­nos se encon­tra­rão? Após lon­gos dez anos de ges­ta­ção (que incluí­ram um período de cinco inin­ter­rup­tos de aban­dono), está na Kindle Store o romance “O Reino Esquecido”, a minha pri­meira ten­ta­tiva de romance sobre […]

Seja o primeiro a comentar

Bob e o Felino

12 março há 5 meses

Não temos gato, mas temos o lado ruim de ter um gato. Se é que vocês me enten­dem. O vizi­nho tem um gato, nós temos um cachorro, o Bob (for­mal­mente cha­mado de Roberto Cachorrovich Viralatov, por­que é quase um per­so­na­gem de Dostoievski). O Bob detesta o gato do fundo de sua alma lupina rema­nes­cente. O gato, bem, meh… Toda noite o gato se deita para dor­mir na beira da varanda do vizi­nho, que é visí­vel de nosso quin­tal. Bob vai até o gra­mado, o mais perto […]

1 comentário

Você Não Precisa de Incentivo, Precisa Gostar Mais do que Faz

5 março há 6 meses

Há quem diga que mui­tos pro­je­tos lite­rá­rios ficam ina­ca­ba­dos por­que falta incen­tivo. Discordo fron­tal­mente. Incentivo jamais exis­tiu, pelo menos não no Brasil. Olhe em torno, conte quan­tos auto­res naci­o­nais se tor­na­ram pro­fis­si­o­nais, vivem efe­ti­va­mente de lite­ra­tura. Olhe para trás, conte-​os no pas­sado de nossa lite­ra­tura, leia a bio­gra­fia dos nos­sos meda­lhões, quase todos, com raras exce­ções, eram ama­do­res, tinham empre­gos for­mais, escre­viam nas horas vagas. A ideia de um “mer­cado lite­rá­rio” não nos per­tence. Você não é ame­ri­cano, você não escreve em inglês, você não […]

Seja o primeiro a comentar

Arte Para Quem Goste de Arte

4 março há 6 meses

Às vezes nos per­gun­ta­mos por que é tão difí­cil enten­der a arte moderna. É uma dúvida justa, visto que nem mesmo os que dizem entendê-​la con­se­guem explicá-​la. A impres­são que temos é que o gosto dos aman­tes da arte é uma maço­na­ria mais impe­ne­trá­vel. Creio que isso ocorre basi­ca­mente por­que a arte não é feita gente como nós, como eu. A maior parte da pro­du­ção artís­tica de hoje é feita e con­su­mida pelas altas clas­ses, que uti­li­zam a arte com várias fina­li­da­des, entre as quais […]

Seja o primeiro a comentar

Sue Para Escrever Sua Cota, Seja Como For

2 março há 6 meses

Dizer que “os escri­to­res de hoje enfren­tam dile­mas dife­ren­tes dos de anti­ga­mente” é uma pla­ti­tude. Cada época tem seus desa­fios, gos­te­mos ou não, mas algu­mas coi­sas são mesmo novas, outras só pare­cem. Uma das que me espan­tam é que tan­tos auto­res de hoje se impo­nham uma cota diá­ria de pala­vras, como um infe­liz sujeito obri­gado pelo médico a pagar fle­xões e puxar fer­ros para entrar em forma. A ideia de que o autor pre­cisa escre­ver com frequên­cia e quan­ti­dade não é nova, mas a obses­são […]

Seja o primeiro a comentar

A Defesa da Jornada do Herói Através de Falácias

28 fevereiro há 6 meses

Falácias são erros lógi­cos em uma argu­men­ta­ção. Um argu­mento bem estru­tu­rado e válido pre­cisa basear-​se em ele­men­tos reais (pos­tu­la­dos váli­dos) e ter uma rela­ção clara de causa e efeito entre as pre­mis­sas (as eta­pas do argu­mento) e a con­clu­são final. Quando, mesmo com pos­tu­la­dos ver­da­dei­ros, a con­clu­são é absurda, temos um erro de lógica, a falá­cia. A grande mai­o­ria das pes­soas argu­menta exclu­si­va­mente com base em falá­cias. É o que você ouve nas con­ver­sas de bar, nos deba­tes polí­ti­cos da tele­vi­são, nas con­clu­sões a que […]

Seja o primeiro a comentar

Livros “Perigosos”

19 fevereiro há 6 meses

A for­ma­ção psi­co­ló­gica do ser humano passa por fases nas quais é natu­ral e espe­rado que tenha “ído­los” em quem se espe­lhe. Autores, enquanto huma­nos que são, pas­sam por isso. O ama­du­re­ci­mento do autor é um pro­cesso que passa pela supe­ra­ção da ido­la­tria, substituindo-​a por uma refle­xão mais pro­funda sobre a arte. Esse pro­cesso implica em dei­xar de ver uma ima­gem única do ídolo e de sua obra. Para mui­tos jovens auto­res, a ideia de que obra e autor pos­sam estar tão sepa­ra­dos soa cho­cante, afi­nal […]

1 comentário

Não Se Ofenda

12 fevereiro há 6 meses

Ninguém tem o direito de nunca ser ofen­dido. Mas, peraí, esta­rei eu defen­dendo o abuso ver­bal? Não, não é isso. Ofender-​se é algo sub­je­tivo e pes­soal. Pessoas dife­ren­tes se ofen­dem com coi­sas dife­ren­tes. Eu, por exem­plo, me inco­modo com a sim­ples exis­tên­cia do funk no mesmo uni­verso que eu. Fico puto de ouvir aque­las letras obs­ce­nas e aquela música tron­cha. Mas a mai­o­ria das pes­soas ouve na frente dos filhos a can­ção que fala de meter o piu­piu na pepeca até relar e não se […]

Seja o primeiro a comentar

Como o Lugar de Fala Pode Matar a Literatura como a Conhecemos — e Porque Isso Pode Ser Bom

12 fevereiro há 6 meses

Há algum tempo uma pes­qui­sa­dora da UnB fez um levan­ta­mento esta­tís­tico da lite­ra­tura naci­o­nal e con­cluiu que ela é o pro­duto do tra­ba­lho, prin­ci­pal­mente, de homens bran­cos, de classe média ori­gi­ná­rios do eixo Rio-​São Paulo. À parte algu­mas voci­fe­ra­ções nas redes soci­ais, esse resul­tado não foi pra­ti­ca­mente dis­cu­tido por nin­guém por­que é uma des­co­berta que inco­moda. Ninguém gosta de ser tachado de racista e nin­guém é racista sim­ples­mente por per­ten­cer a uma classe pri­vi­le­gi­ada da popu­la­ção. Porém o que se detec­tou nessa pes­quisa é um […]

1 comentário

Obras Ininteligíveis

11 fevereiro há 6 meses

Vamos com­bi­nar uma coisa: não exis­tem obras “alta­mente inte­lec­tu­ais” em que o autor não con­se­gue pas­sar sua men­sa­gem e não há obras “com grande carga emo­ci­o­nal” com as quais o lei­tor não con­se­gue se iden­ti­fi­car. A pró­pria defi­ni­ção de inte­lec­tu­a­li­dade exige cla­reza. Uma obra inte­li­gente é inte­li­gí­vel. Pode ser que não seja inte­li­gí­vel para mim, por me fal­tar bases teó­ri­cas ou expe­ri­ên­cia de vida para cap­tar o que ela diz, mas obs­cura não é. O adje­tivo que se deve dar a obras “em que o autor […]

Seja o primeiro a comentar

O Que Se Rouba e o Que Se Quebra

8 fevereiro há 7 meses

Recebi uma curi­osa men­sa­gem de um amigo: “até agora nenhuma livra­ria foi saque­ada no Espírito Santo.” O estado vive um caos de segu­rança pública, a polí­cia deser­tou das ruas, a soci­e­dade regre­diu ao estado de natu­reza teo­ri­zado por Hobbes e todos aque­les ditos em latim se mate­ri­a­li­za­ram: bel­lum omnia omnes e homo homini lupus. Nessa situ­a­ção de total des­con­trole vemos pes­soas apro­vei­tando para resol­ver as con­tas com seus desa­fe­tos e gente rou­bando três tipos prin­ci­pais de bens: ele­trô­ni­cos e ele­tro­do­més­ti­cos, rou­pas e cal­ça­dos, e joias […]

1 comentário