Às vezes não é “manterrupting”: é só falta de educação mesmo.

Às vezes, a gente tem uma vontade danada de dar uma opinião, mas nem sempre isso é a melhor coisa a fazer. Nunca se deve interromper um adversário enquanto ele está dizendo uma besteira e nunca se deve debater com alguém que pensa o oposto pensando em “ganhar”. Em qualquer confronto de ideias, quem “ganha” é quem assiste. Entre os participantes o que precisa imperar é o respeito mútuo, para que discutam até com ênfase, mas saiam apertando as mãos e prontos para tomar uma […]

Humanidade: uma questão de terminologia

Devido à mudança de sentido da palavra ao longo do tempo, acredito que faz sentido algumas pessoas pensarem que é inapropriado falar em “homem” em vez de “humano” e , mas essa não era a intenção original da palavra. Os romanos, que falavam o latim, língua da qual o português evoluiu, não tinham qualquer pejo em serem machistas — a tal ponto que o uxoricídio era distinguido juridicamente do homicídio por haver razões pelas quais era lícito ao marido matar à esposa, mas não um […]

Ideologia ou fato em artigos de opinião

Em tudo haverá ideologia, apenas alguns autores são dissimulados o bastante para enganar você com a ilusão de uma neutralidade impossível. Quanto mais neutro um texto parece, mais perigoso ele é, porque qualquer informação controversa que ele contenha será aceita como “neutra”. Em um texto apaixonado, do qual você discorde, você tende a descartar o que lhe parece excessivo ou a checar, no mínimo. A neutralidade ideológica é impossível porque todo autor escreve para expressar suas ideias e seu mundo. Como dizia o Fernando Pessoa: […]

“Pseudointelectuais” e Preconceitos

Não é raro ouvirmos o termo “pseudointelectual”, especialmente em debates sobre gostos (musicais, literários ou quaisquer). Em geral se usa para designar alguém que procura exibir uma cultura que não tem. Mais especificamente, quando essa opinião destoa do senso comum e/ou (mais provavelmente) discorda da opinião de quem se sente inferiorizado. O termo é, portanto, um marcador de fronteiras sociais e culturais invisíveis, servindo para legitimar ou deslegitimar opiniões. Por esse motivo, é perigoso que seja usado em vão. Cultura não deveria humilhar ninguém A […]

Os Mimimizentos

Dizem que o mundo está cheio de “mimimi”. Eu acho que não, que o mundo está é cheio de pessoas arrogantes que não querem entender posições diferentes das suas, que não querem sequer ouvir o outro lado. O termo “mimimi” não pertence ao discurso racional, é essencialmente ofensivo, no sentido literal: acintoso, desrespeitoso e baixo. Aqueles que o utilizam em uma discussão revelam um desprezo profundo não só pela pessoa a quem o dirigem, mas ao próprio conceito de uma troca de ideias. Essa é […]