O Valor do Subjetivo

Uma das consequências nefastas da digitização das relações de consumo foi a transformação das relações de consumo cultural, diminuindo a percepção do valor da arte. Tudo agora é digital, pode ser infinitamente copiado, pode ser rapidamente transacionado e somente existe de maneira virtual, como uma sequência de zeros e uns armazenada em algum meio eletrônico. Se antes o objetivo da indústria cultural era replicar, ao máximo, objetos como livros e discos a fim de vendê-los e obter lucro, agora o objetivo a indústria cultural é […]

O Lugar da Música Popularesca (e do funk) na História da Música

Acredito que o funk nem é música, mas, calma, essa resposta não é exatamente o que você está pensando. Hoje mais cedo, enquanto dirigia de volta para casa uns 76 km de estrada sinuosa, fiquei pensando assuntos aleatórios para manter a mente ocupada e combater o sono, então me deparei com uma conclusão interessante: a música como nós a concebemos já acabou e estamos em uma nova fase. Cada época da história tem uma forma de arte predominante, que reflete os gostos, a tecnologia e […]

Temei àquele que leu um livro só

Há quem diga que um pouco de conhecimento é mais perigoso do que nenhum, porque quem sabe um pouco não sabe o bastante para saber que só sabe um pouco. Como o Thomas Huxley, eu não tenho certeza de quanto alguém teria de aprender para ficar fora de perigo, mas acredito fortemente que o conhecimento faz mal em doses muito pequenas porque nós vivemos, ao vivo e cada dia, as consequências de um mundo em que a maioria lê somente um livro. O mundo em […]

A Estranha Onomástica Brasileira

O Brasil tem uma antiga tradição de nomes curiosos, às vezes ridículos, que os pais dão aos seus filhos; um hábito que vem desde os primeiros anos após a independência. É uma tradição que passou por diversas fases conforme a orientação cultural do país e sua política externa. Embora eu não seja uma autoridade no assunto, tentarei compartilhar com vocês um pouco do que sei sobre o assunto. Logo que o país se tornou independente, as famílias mais abastadas e próximas do poder quiseram mostrar […]

A grande mudança de paradigma

Como Marshall McLuhan explica a degeneração da vida política do ocidente iluminista. O mundo inteiro está sofrendo, desde mais ou menos a época da Segunda Guerra Mundial, uma profunda mudança de paradigma cultural, ao fim da qual o ser humano como conhecemos deixará de existir. Caso a própria humanidade ainda exista dentro de cem anos, seu modo de pensar e de agir será muito diferente do atual. A análise desta mudança requer um trabalho muito mais detalhado do que este autor tem condições de fazer, […]

Palavras que não se pode traduzir

Na qualidade de tradutor amador eu acredito que não há palavras nem expressões que sejam essencialmente intraduzíveis. Claro que há uma certa dificuldade para se traduzir certas coisas, afinal, traduzir não é fácil, mas é sempre possível conseguir, de alguma maneira. A crença na impossibilidade de se traduzir deriva de uma série de circunstâncias lamentáveis: Pressa Quando afirmamos que certo texto é intraduzível, elevamos o padrão para a sua tradução de maneira a termos uma desculpa para nem tentar. Tradutores são remunerados de maneira quantitativa […]

A Inteligência Brasileira

Às vezes me deparo com a dúvida se o brasileiro não teria um fascínio pela estupidez. Esta tese tem aparecido com frequência nas redes sociais, especialmente desde as eleições. À parte o fato de que é ofensiva, portanto nada construtiva para o trabalho de juntar os cacos do país, eu creio que é uma tese falsa. O brasileiro valoriza, sim, aquele que tem inteligência, o que não valoriza é a busca de cultura e a educação formal. Há entre nós um culto à inteligência “inata” […]

Todos Já Perdemos Alguma Coisa

Sexta-feira, cinco de outubro de dois mil e dezoito. São cinco minutos deste dia que amanhecerá carregado, por mais ensolarado que esteja. Não me interessa mais especular quem vencerá as eleições, amanhã, depois ou nunca. “Ao vencedor, as batatas”. A derrota é geral e irrestrita quando a guerra se trava sem limites — ainda mais quando a guerra não deveria ser uma guerra. O ano de 2018 ficará marcado na história do Brasil, se no futuro ainda houver História do Brasil. Estamos no ápice frenético […]

O Dia em Que Anna Maria Machado Virou Ozzy Osbourne

Somos ainda um país em luta contra uma limitação incapacitante de nossa cultura: nosso difícil relacionamento com o conhecimento de uma maneira geral e com a palavra escrita de forma particular. Este autor já se aventurou, em vários momentos, a comentar manifestações dessa relação conflituosa do brasileiro médio com os elementos característicos da cultura formal. Não espero que você leia todas as iterações anteriores do debate, mas as hiperligações para as postagens transversais ao assunto estão ao final. Esta postagem é sobre mais uma polêmica […]

“Pseudointelectuais” e Preconceitos

Não é raro ouvirmos o termo “pseudointelectual”, especialmente em debates sobre gostos (musicais, literários ou quaisquer). Em geral se usa para designar alguém que procura exibir uma cultura que não tem. Mais especificamente, quando essa opinião destoa do senso comum e/ou (mais provavelmente) discorda da opinião de quem se sente inferiorizado. O termo é, portanto, um marcador de fronteiras sociais e culturais invisíveis, servindo para legitimar ou deslegitimar opiniões. Por esse motivo, é perigoso que seja usado em vão. Cultura não deveria humilhar ninguém A […]