[Tradução] Uma Voz na Noite (W. H. Hodgson)

Era uma noite escura e sem estrelas. Estávamos em uma calmaria no Pacífico Norte. Nossa exata posição eu não sei porque o sol estivera oculto, durante toda uma semana cansativa de trabalho, por uma névoa fina que parecia flutuar acima de nós, pouco acima da altura de nossos mastros, às vezes descendo e envolvendo o mar ao redor. Como não havia vento, prendêramos o leme e eu era o único homem no tombadilho. A tripulação, que consistia de dois homens e um garoto, dormia em […]

Inocência Assassina

Jamais compreendi a origem das histórias de fantasmas, embora tenha sempre entendido a vontade, quase necessidade, que o ser humano tem de encontrar no mundo algo que vá além do concreto e do absurdo de nossas vidas uniformizadas. Por ódio à rotina é que tentamos beirar a transcendência, tentamos atingir o “algo mais”, romper o cimento cinza que recobre o jardim de inverno e encontrar terra úmida, cheia de vida, ali sepulta. Mas daí a crer em formas espectrais que vagam pelas noites, sem destino […]

Pastoral aos Descrentes no Amor

Tudo bem, agora que a paixão esfarrapou e o perdão nos violou. Agora que temos a paz com as mentiras queridas. Se o amargo de antes não vem à tua boca, e nenhuma secura sobe de teu ventre vazio com acusações fatais. Agora que montamos com sobras e refugos de sentimentos falidos esse teatro de sombras. Compraram-te na quinta oferta que lhe fizeram e achaste meritório ter resistido devidamente às quatro primeiras. Agora estás vendida e satisfeita com o preço, ou pelo menos precisa crer […]

Nacionalismo Linguístico

Dizer que nacionalismo não é uma boa coisa é praticamente um artigo de fé da esquerda e da direita. Pelo lado esquerdo, ele é visto como o grande monstro que causa as guerras, desune a humanidade e aliena o povo da luta por condições de igualdade. Pelo lado direito ele é visto como um entrave à livre movimentação dos interesses e dos capitais. No entanto, enigmaticamente, elementos nacionalistas estão presentes em ambos os discursos. Se existe um campo onde o nacionalismo ainda encontra terreno livre […]

Considerações Sobre a Imobilidade

Eu devo ser uma das pessoas mais inquietas desta cidade. Não por ser irrequieto: não sou nenhum «azougue» (palavra herdada de minha avó que eu guardava numa bonita caixa e fiquei anos tentando encaixar numa crônica, até finalmente conseguir). A questão é que eu preciso estar constantemente com a minha mente ocupada de algo. Nenhuma pessoa leva tão a sério que a mente vazia é a «oficina do demônio» (e olha que eu nem creio nele). Pensar é imperativo. Se eu não tiver algo sério […]

Multiplicai-vos e Crescei

Nada saiu como planejado, e Selena engravidou da primeira vez que ficou com Marcelo. Ele teria entrado em pânico se compreendesse o que estava por vir, mas não tinha malícia suficiente para perceber. A agitação do Natal o consumia, o clima de festa o distraía de tudo e logo viria o Ano Novo, com suas novas prioridades, que o afastariam de mais coisas. Afinal, precisava escapar de todas as armadilhas de fase que a vida nos impõe, até o chefão final. Selena não notou tampouco, […]

Carta Aberta aos Autores de Cartas Abertas

Por favor, parem. Cartas abertas não são mais uma maneira de influenciar a opinião pública. Porque quem deveria lê-las não as lê. Obviamente cartas abertas não são escritas para serem lidas por seus destinatários, isto sempre foi óbvio. Mas por filhos, amigos, amantes, parentes. Por pessoas que teriam algum poder de influenciar a decisão dos destinatários. Hoje isto não funciona mais. Mesmo os que saem da escola com belos diplomas na mão perderam o hábito de ler e provavelmente teriam grande dificuldade em ler uma […]

Não Sigo Correntes

Meus amigos reclamam que eu não envio de volta respostas às mensagens que recebo. Confesso: é verdade. Confesso mais: toda mensagem que seja enviada a mais de um destinatário, devido a um filtro configurado em meu programa de correio eletrônico, vai direto para a lixeira sem que eu sequer a tenha visto. Infelizmente, alguns de meus amigos só lembram de mim na hora de incluir o meu nome em uma imensa lista de destinatários de alguma mensagem irrelevante. São, talvez, esses amigos que reclamam que […]

Quando Provei de Tua Boca

Quando provei de tua boca, o que caiu foi claro como calmo ar sob o sol numa manhã tonta espremida entre um sonho e outro. Espargi palavras sem sentido, algumas atingiram teu ouvido. Contive-me, contudo, considerando minha covardia. Mudo, sonhava tua nudez. Quando eu senti tua presença, o perfume perto, o hálito denso, o toque tépido de dedos dóceis, a falsa frieza de uma carne aflita; o que pensei foi puro, foi místico e pousou como um pensamento antigo. Folhas secas farfalhando no silêncio, a […]

Brasil: Um País Exótico

No tempo em que eu ainda participava ativamente de comunidades literárias do Orkut, antes de ser reduzido a uma impessoa pelo proprietário delas, eu postei um trecho de um romance que estou desenvolvendo, que tem o título provisório de “Serra da Estrela” (cada dia gosto menos desse nome). Trata-se de um romance do gênero suspense/terror ambientado em algum lugar no interior de Minas Gerais (talvez um lugar que só exista em um universo paralelo) e cujos principais personagens são um lobisomem, uma mula sem cabeça […]