O Lugar da Mitologia de William Hope Hodgson no *Mythos* Lovecraftiano

O autor inglês, cuja obra maior, A Terra da Noite, será editada ainda esse ano no Brasil, pela Editora Clock Tower, em tradução minha, foi, de diversas maneiras, um pioneiro da ficção científica. Muito já se escreveu sobre a originalidade de suas ideias, mencionando seu papel no desenvolvimento do gênero “terra moribunda” e na introdução de elementos como campos de força, armas brancas dotadas de energia mística, arcologias (grandes construções contendo ecossistemas fechados) e outros. Mas a obra de Hodgson inclui um aspecto menos lembrado, […]

Algumas das Melhores Frases de “Terra da Noite”

Concluída a tradução, compartilho com meus leitores uma pequena lista de frases de impacto extraídas do livro. Através delas espero convencer os leitores de que W. H. Hodgson não era tão canastrão quanto os seus críticos o fazem parecer. Era uma personalidade complexa e capaz de escrever extraordinária ficção, mas que padeceu de algumas dificuldades para publicar seu trabalho e não recebeu boa orientação de seus editores. Só isso. “Era só o meu ser inteiro que estava em turbilhão.” (23) – Um belo exemplo de […]

A Terra da Noite

Estamos no futuro. A data é desconhecida, porque a cronologia da humanidade já se perdeu… várias vezes. A humanidade já foi grande e já se destruiu, mais de uma vez. Explorou o universo durante milhares de anos, e brincou com fogo… e se queimou. Agora tudo isso passou. Os tempos de orgulho acabaram. Os últimos milhões que ainda se consideram “humanos” vivem acuados em um castelo-fortaleza, o Último Reduto da Humanidade. A Grande Pirâmide, construída do perene Metal Cinzento que nenhum Monstro rompeu. Cercada pela […]

[Tradução] O Explosivo de Baumoff (William Hope Hodgson)

*Dally, Whitlaw e eu discutíamos a estupenda explosão que recentemente ocorrera nas cercanias de Berlim. Nos maravilhávamos com o extraordinário período de escuridão que se seguira, e que dera curso a tanto comentário nos jornais, com teorias a rodo.*

*Os jornais tinham tomado conhecimento do fato de que as autoridades de guerra estariam experimentando um novo explosivo, inventado por certo químico chamado Baumoff, e se referiam a ele constantemente como “O Novo Explosivo de Baumoff”.*[…]

Algumas Palavras Sobre a Obra de William Hope Hodgson

Vocês que acompanham este blog devem ter notado que iniciei um projeto de tradução do romance “The House on the Borderland”, a que intitulei “A Casa no Fim do Mundo” (o título significaria, literalmente, “A Casa Sobre a Fronteira”, mas isto faria pouco sentido para o leitor, razão porque preferi mudar). Como a obra é desconhecida no Brasil (apesar de ter sido escrita no início do século XX e até já estar, inclusive, em domínio público), alguns podem estar perguntando o que motivou a minha […]

Tradução: A Casa no Limiar

Esta é uma tradução para o português o romance “The House on the Borderland”, publicado em 1907 pelo inglês William Hope Hodgson. Trata-se de uma obra obscura da literatura gótica britânica (a meu ver imerecidamente esquecida), que está de certa forma relacionada a dois outros textos do mesmo autor, merecedores ambos de mérito literário: “The Night Land” (A Terra Noturna) e “The Boats of the Glen Carrig” (Os Botes do Glen Carrig) — uma obra de ficção científica e um romance de capa e espada […]

[Tradução] Uma Voz na Noite (W. H. Hodgson)

Era uma noite escura e sem estrelas. Estávamos em uma calmaria no Pacífico Norte. Nossa exata posição eu não sei porque o sol estivera oculto, durante toda uma semana cansativa de trabalho, por uma névoa fina que parecia flutuar acima de nós, pouco acima da altura de nossos mastros, às vezes descendo e envolvendo o mar ao redor. Como não havia vento, prendêramos o leme e eu era o único homem no tombadilho. A tripulação, que consistia de dois homens e um garoto, dormia em […]