Perguntas que Satanás Faria

Da solidão das profundezas fumarentas o Antigo Inimigo da Humanidade trama um meio de chegar melhor à humanidade. Sempre foi assim, pois ele parece carente e cada vez quer mais companhia. Recentemente descobri o seu perfil em um desses sites de perguntas e respostas e tive um acesso privilegiado à mente de Satanás, conhecendo as dúvidas existenciais que o afligem. Aqui as compartilho com vocês: Por que vós me considerais mau, se eu apenas fico com as almas que Deus não quer? Aquela coisa do […]

Desafio Mundos Paralelos

O perfil "Mundos Paralelos", da Editora Abril, através de sua conta no Wattpad.com está aceitando inscrições até o dia 15 de maio para participar de uma antologia de ficção especulativa. As regras conforme o link acima. Embora eu seja normalmente avesso a concursos e convencido de que nunca ganharei nenhum, resolvi participar pela perspectiva de travar conhecimento com gente que realmente está no mercado editorial (e não em gráficas que se travestem de editoras). Como não há requisito de ineditismo, indiquei como meu campeão para […]

Zumbis e Vampiros Mordendo-se

Ao contrário do que possa parecer, esta postagem não foi, de nenhuma maneira, inspirada pelo conto "O Ataque dos Zumpiros", de Alec Silva, mas escrita em 29 de março de 2016 como resposta a uma pergunta do Quora.com Se um vampiro é mordido por um zumbi, nada de realmente bom pode acontecer. Mas o que realmente acontece vai depender de que tipo de vampiro falamos, e de que tipo de zumbi. Comecemos, então, por definir ambos. A) O Vampiro Vampiro da mitologia balcânica e eslava […]

Terceira Encruzilhada no Caminho da Esquerda

Texto apresentado ao Desafio Entre Contos "Folclore Brasileiro". Hoje vocês me dizem que eu estou em segurança e tudo parece ter sido um sonho. Assim me dizem sempre que essas coisas acontecem. Hoje está tranquilo, madrinha, mas não quero visitas, estou doente ainda, quero remédios e não quem me teste a paciência e diga que estou corado e bonito. Para essas coisas tive a minha mãe, que Deus a tenha. Agora quero é a misericórdia de Deus e tentar parar com esses sumiços. Disseram-me que […]

A Defesa da Jornada do Herói Através de Falácias

Falácias são erros lógicos em uma argumentação. Um argumento bem estruturado e válido precisa basear-se em elementos reais (postulados válidos) e ter uma relação clara de causa e efeito entre as premissas (as etapas do argumento) e a conclusão final. Quando, mesmo com postulados verdadeiros, a conclusão é absurda, temos um erro de lógica, a falácia. A grande maioria das pessoas argumenta exclusivamente com base em falácias. É o que você ouve nas conversas de bar, nos debates políticos da televisão, nas conclusões a que […]

Se Eu Fosse Voldemort

Uma das razões pelas quais o Mago das Trevas foi tão facilmente derrotado se encontra na sua péssima escolha dos objetos que transformou em horcruxes. Se é verdade que alguns deles eram insuspeitos e, certamente, duráveis; — e aqui me refiro à Taça Hufflepuff, ao Anel de Marvolo Gaunt, o Medalhão de Slytherin e a Tiara de Ravenclaw — é também verdade que nenhum deles foi uma boa escolha, dada a facilidade com que foram identificados pelos inimigos de Voldemort. Tendo lido 100 Coisas Que […]

A Terra da Noite

Estamos no futuro. A data é desconhecida, porque a cronologia da humanidade já se perdeu... várias vezes. A humanidade já foi grande e já se destruiu, mais de uma vez. Explorou o universo durante milhares de anos, e brincou com fogo... e se queimou. Agora tudo isso passou. Os tempos de orgulho acabaram. Os últimos milhões que ainda se consideram "humanos" vivem acuados em um castelo-fortaleza, o Último Reduto da Humanidade. A Grande Pirâmide, construída do perene Metal Cinzento que nenhum Monstro rompeu. Cercada pela […]

Notas da Tradução de “A Terra da Noite”

Texto introdutório que pretendo incluir na publicação de minha tradução de "A Terra da Noite", de William Hope Hodgson, que estou por terminar. Esta é a tradução possível para "A Terra da Noite". Não é uma tradução literal, embora não chegue a ser uma "recontagem" como as antigas publicações de clássicos da literatura feitas pela Ediouro. Há um provérbio italiano segundo o qual os tradutores são necessariamente traidores, seja da forma seja do espírito do original com que trabalham. Traduttore, traditore e o que resta […]

Chega de Histórias Machistas

Estamos em pleno século XXI e certas modas parecem não desaparecer de jeito nenhum, o machismo sendo uma delas. Mesmo na literatura, onde supostamente deveria imperar um tipo de artista mais crítico e mais hábil no manuseio de abstratos, o machismo segue dando as cartas. A Jornada do Herói e o Machismo Uma das formas pelas quais ocorre a perpetuação do machismo na literatura é a adoção servil da "Jornada do Herói" como um modelo padrão para toda história. Acontece que este é um modelo […]

Impressões da Leitura de “Harry Potter e os Métodos da Racionalidade”

Não foi fácil que alguém conseguisse me convencer a ler uma fanfic. Era para mim uma espécie de artigo de fé que toda obra desta categoria seria desprezível, bem pelo menos foi o que pensei até eu conhecer o site Nightland.co.uk (agora hospedado em http://nightland.website), onde conhecei algumas obras derivadas de William Hope Hodgson nas quais havia qualidade e criatividade suficientes para meus injustos padrões. Porém, mesmo assim, continuei de opinião que fanfic boa era uma exceção. Esta semana topei, pela segunda vez, com uma […]

Impressões (Apenas as Positivas) da Leitura da Série “Harry Potter”

Tenho a certeza de que alguns dos que lerão este texto se surpreenderão por sua simples existência, outros não entenderão sua razão de ser, mas os poucos que me acompanham há algum tempo logo entenderão todos os porquês. Já faz algum tempo que eu participo de debates literários nas redes sociais e a minha posição mais frequente nestes é sempre no sentido de criticar os "best-sellers", nacionais e estrangeiros, e glorificar obras que têm um pulso mais lento e firme. No entanto, os tais poucos […]

A Fazenda da Serpente, 8

Parte da série A Fazenda da Serpente As chances não pareciam boas. Demóstenes e seus homens conheciam os arredores e certamente a fuga de Rufino não era a primeira. Mas o tenente não queria se entregar tão fácil, nem deixar tantas boas armas e munições nas mãos daqueles mise­ráveis. A um aceno Maneco o seguiu, mesmo ainda não entendendo nada, porque adquirira a sabedoria que o medo ensina nessas horas. Correram pelos fundos da casa, mas Rufino sentia nos ossos que seriam cercados. Lembrou então […]