O Lugar da Mitologia de William Hope Hodgson no *Mythos* Lovecraftiano

O autor inglês, cuja obra maior, A Terra da Noite, será editada ainda esse ano no Brasil, pela Editora Clock Tower, em tradução minha, foi, de diversas maneiras, um pioneiro da ficção científica. Muito já se escreveu sobre a originalidade de suas ideias, mencionando seu papel no desenvolvimento do gênero “terra moribunda” e na introdução de elementos como campos de força, armas brancas dotadas de energia mística, arcologias (grandes construções contendo ecossistemas fechados) e outros. Mas a obra de Hodgson inclui um aspecto menos lembrado, […]

Lovecraft e as Escuridões da Intelectualidade

Certos autores, quando criticados, seja com justiça ou não, costumam provocar debates intensos e ácidos, em que, invariavelmente, preferências e ideologias prevalecem sobre uma apreciação correta de seu mérito literário. Lovecraft é um desses autores. Ídolo de muitos fãs de ficção científica, horror e fantasia; o americano tem uma herança pesada. Racista a ponto de ser eugenista, criou todo um universo de fantasia baseada naquilo que se poderia chamar de “medos do macho branco”: um universo hostil no qual a “pureza” e a “sanidade” de […]

Tratamento de Recuperação

Despertou-me o silêncio. A noite parecia cortada ao meio, sangrando ainda, quando meus olhos se arreganharam para as trevas. Havia um silêncio espesso empoçado no quarto, o suor secava e me causava frio, na calma intensa da madrugada eu ouvi meu coração bater tão levemente que me senti ainda falecido, como se a minha alma mesma ainda revoasse por alturas possíveis. Mas não, eu estava ancorado à cama e à carne. Tentei me virar, mas a dor do movimento foi demais para minha pouca vontade. […]

Desafio Entre Contos: Bruxas

Este mês o desafio de ficção promovido pelo site EntreContos me atraiu muito, por se tratar de um tema que sempre me fascinou: bruxas. Tão excitado eu fiquei que logo parti a escrever e, quando dei por mim, construíra “[A Virgem do Sabá](/lit/2014/07/a-virgem-do-saba)”, baseado em [uma sinopse](http://eldritchdark.com/writings/short-stories/176/queen-of-the-sabbat-%28synopsis%29) deixada por Clark Ashton-Smith. Infelizmente esta história ficou longa demais para o desafio e *tive de escrever outra!* Da segunda vez, mantive a inspiração no mesmo universo ficcional (de Lovecraft, Ashton-Smith e outros) e recorri temas extraídos de […]

Os 12 Mais Belos Parágrafos da Obra de H.  P.  Lovecraft

Tido como um autor menor da literatura americana, Howard Phillips Lovecraft, a exemplo de Edgar Allan Poe, goza de uma reputação muito melhor em outros países. Certamente isto se deve à capacidade de seus tradutores, que conseguem filtrar aquela que é justamente a má qualidade mais notada em sua prosa: a falta de fluidez, causada pelo vocabulário excessivamente precioso e pela tendência a períodos longos. Publico a seguir uma seleção dos doze melhores parágrafos da ficção lovecraftiana **em minha modesta opinião**, segundo minha tradução pessoal. […]

O Mundo Fantástico de H. P. Lovecraft!

Gostaria de ter blogado isto antes, mas a rotina corrida dos dias úteis me impediu. Nesta quinta feira chegou às minhas mãos o meu exemplar da antologia “O Mundo Fantástico de H. P. Lovecraft”, da qual participei traduzindo nada menos do que cinco obras do mestre americano do horror cósmico: “A Busca de Iranon” (*The Quest of Iranon*), “O Habitante das Trevas” (*The Haunter of the Dark*), “Um Sussurro na Escuridão” (*The Whisperer in Darkness*), “O Depoimento de Randolph Carter” (*The Statement of Randolph Carter*) e “O […]

Não Vamos às Estrelas, Baby…

Há anos um parágrafo escrito por Howard Phillips Lovecraft não me sai da cabeça. Já o devo ter traduzido uma dezena de vezes, para postar em duas ou três dezenas de lugares. Aqui vai a décima primeira tradução, como introito deste artigo que, mais uma vez, me alijará de alguns amigos e leitores: A coisa mais misericordiosa no mundo, creio, é a incapacidade da mente humana para interligar todos os seus conhecimentos. Vivemos em uma plácida ilha de ignorância em meio aos mares negros do […]

O Mundo Fantástico de Howard Phillips Lovecraft

Edição independente de uma coletânea de algumas das obras mais significativas do mestre americano do horror cósmico. Participei com as traduções de cinco contos: A Busca de Iranon, Um Sussurro nas Trevas, O Inominável, O Depoimento de Randolph Carter e O Habitante das Trevas. A Edição da Clock Tower é um projeto ousado, movido apenas pelo trabalho de voluntários (tradução, revisão, ilustração, projeto gráfico, catalogação) e com a proposta de venda a um grupo fechado de compradores, ele dá à luz um volume que deve, […]

Antinatal

A camponesa apertou os lábios para protegê-los contra o frio, maldizendo-se pela ideia péssima de subir ao alto daquele monte. Puxou para baixo as abas de seu chapéu de pele de lebre e tratou de esconder a cara morena com a da manta de lã. Estava uma noite bem pouco amável nas colinas da Gaulanítide, mas as promessas da bruxa grega a haviam convencido. Sozinha, persistia subindo o monte, apesar da neve que começava a cair a partir daquela altitude. Encontrou então o início de […]

O Louco e Seu Deus

O louco dançava à beira do rochedo, desafiando as ondas com seus versos: — Vamos para o céu, ou talvez… pulem, pulem! Andem logo, ele espera. Vocês não tem escolha! Pulem, pulem para os braços do dragão que esconde suas asas e seus dentes na maciez das ondas. Os homens continuavam construindo o barco sobre o gramado. Enquanto as mulheres colhiam frutas e preparavam carne-seca — provisões para a viagem. O louco observava e cantava seus versos desafinados: — Vocês não tem escolha, as velas serão rasgadas […]

Uma Noite em Malnéant

Original de Clark Ashton-Smith. Traduzido a partir da versão online em Eldritch Dark. Minha peregrinação pela cidade de Malnéant ocorreu durante um período de minha vida não menos obscuro e dúbio que a cidade mesma e as regiões nebulosas em que se localiza. Não tenho recordação precisa de sua situação, nem posso lembrar exatamente quando e como cheguei a visitá-la. Mas eu tinha ouvido falar vagamente que tal lugar estava situado ao longo de meu caminho habitual, e quando eu cheguei àquele rio envolto em […]

Uma Luz Rosada

Acabei de abotoar o cinto e tomei o resto da água mineral gelada para tentar ainda relaxar. Não seria difícil aquela noite, não era nunca muito difícil, mas a cada noite eu sentia que o controle das coisas me escapava, como se uma mão invisível estivesse puxando a corda que Deus me havia dado. Eu era um ladrão, não tinha vergonha disso, e estava prestes a cometer outro roubo. Desci do carro e comecei a caminhar. Meus sapatos de sola de borracha macia rangiam gostosamente […]