A Família Duplipensare

“Duplipensare” é um sobrenome de origem europeia. Ítalo-alemão ou franco-italiano, o Sr. Duplipensare não se importa, o que importa é que é de origem europeia e lhe ajudou a conseguir um passaporte comunitário, que ele basicamente usa para dizer que não é brasileiro, porque não tem dinheiro para viajar nem até o Paraguai para trazer…

Para Não Espelhar Seu Estilo

Há jovens autores que acreditam que um escritor deve, pelo menos ocasionalmente, abster-se de ler a fim de não “espelhar o estilo” de quem leiam. Avisem-me quem são esses autores para que eu nunca compre nenhum livro seu. A criatura que evita ler para “para não espelhar um estilo” é muito ingênua e se encontra…

Capas “Arrombadas” e a Necessidade de Evoluir

Essa semana eu fiz uma coisa que é impensável para muitos escritores: eu mesmo “denunciei” os meus livros a uma página do Facebook chamada “Capas Arrombadas”, que se dedica a zombar da má qualidade do design das capas de certos livros, principalmente e-books à venda no Amazon. Fiz isso por dois motivos: primeiro não dar…

Você se considera um autor profissional?

Deparo-me frequentemente nas redes sociais com pessoas que acreditam ser “escritores profissionais”. Muitas dessas pessoas chegam ao ponto de mudar o nome de seu avatar para “Fulano de Tal, escritor” ou registram domínio para o seu sítio pessoal na internet como “EscritorBeltrano”. Não são raros os casos em que autores desses queiram compartilhar o segredo…

Os Vendedores, os Mascates e os Vendilhões

No cenário literário de hoje existe hoje uma crença generalizada de que tudo deva ser vendido pela mesma pessoa que produz. Na prática, isso coloca o “vender” acima do “produzir”. É uma visão diferente de outras artes. Por exemplo: no cinema existem produtores, roteiristas, diretores, atores, contra-regras, operários, etc. Papeis muito bem compartimentados. Há quem…

A Sombra na Serra do Relógio

Doda vivia uma vida bastante comum em um lugar perdido do interior do Brasil, há pouco mais de cinquenta anos, quando sua terra foi visitada por um estranho fenômeno, a partir do qual todas as fundações do que achava normal foram sacudidas. De repente sua família passou a ter um passado estranho, seus vizinhos revelaram…

A Guerra Contra a Cultura Nacional

A revista “Veja”, talvez movida pelo incômodo que causa o fato de que a maior figura de nossa literatura é um negro, Machado de Assis, resolveu se lembrar esta semana que o conceito de “genialidade” é uma construção social. Claro que esta preocupação não seria necessária se Joaquim Maria Machado de Assis tivesse melenas castanhas…

Os Mimimizentos

Dizem que o mundo está cheio de “mimimi”. Eu acho que não, que o mundo está é cheio de pessoas arrogantes que não querem entender posições diferentes das suas, que não querem sequer ouvir o outro lado. O termo “mimimi” não pertence ao discurso racional, é essencialmente ofensivo, no sentido literal: acintoso, desrespeitoso e baixo….

Pagando Bem, que Mal Tem?

Recentemente descobri que há um mercado de resenhas pagas, no qual se cobram valores entre R$ 500 e R$ 8.000 para que algum blogueiro ou YouTuber resenhe sua obra prima e, obviamente, fale bem dela. Eu mais ou menos sabia que o jabá é praticamente uma instituição sacra de nossa cultura, mas julgava, ingenuamente, que…

Protocolos

Não basta anotar o protocolo, conforme aprendi. A primeira lição do curso recebido por todo operador de telemarketing é como pronunciar o próprio nome de maneira ininteligível. — Suporte técnico, ãefoñhonis, bom dia. — Bom dia, er… com quem falo? — ãefoñhonis (anota: “Afonso”) — Bem, o problema é…. — A solução é… — Obrigado….